A nova baixaria de Bolsonaro contra Dilma; veja o vídeo

por André Barrocal, via Carta Maior

A nova baixaria de Bolsonaro contra Dilma. Quebra de decoro? Veja o vídeo
Capitão da reserva, Jair Bolsonaro (PP-RJ) sobe à  tribuna da Câmara para criticar “kit gay 2” e cobra de Dilma Rousseff que “pare de mentir” e “se gosta de homossexual, assuma”. Para Alfredo Syrkis (PV-RJ), que lutou contra a ditadura, declaração contra Dilma pode ser quebra de decoro. Câmara manda editar discurso antes de publicar nos anais. Veja o vídeo do discurso.

Homofóbico conhecido, o deputado e ex-capitão do Exército Jair Bolsonaro (PP-RJ) polemizou mais uma vez e, agora, atinge diretamente a presidenta Dilma Rousseff. Em discurso na tribuna da Câmara nesta quinta-feira (24) sobre materiais e procedimentos que o ministério da Educação gostaria de ver nas escolas para desestimular preconceitos, Bolsonaro insinuou que Dilma seria gay.

O kit gay não foi sepultado ainda. Dilma Rousseff, pare de mentir. Se gosta de homossexual, assuma. Se o teu negócio é o amor com homossexual, assuma. Mas não deixe que essa covardia entre na escolas do primeiro grau.!

O deputado também disparou contra o ministro da Educação, Fernando Haddad, que ele entende ser o grande mentor do kit gay!. Mas foi um ataque político, que tentou desgastar Haddad enquanto pré-candidato do PT a prefeito de São Paulo no ano que vem. Oh povo paulistano. Será que o Haddad como prefeito de São Paulo vai implementar a cadeira de homossexualismo nas escolas do primeiro primeiro grau?!

O motivo do Bolsonaro ter feito um discurso nesta quinta foi um seminário realizado na véspera por duas comissões da Câmara para discutir as possibilidades de combater a homofobia a partir do Plano Nacional de Educação 2011-2020. O plano tramita em comissão especial e deve ter um primeiro parecer apresentado na semana que vem.

O seminário tinha sido proposto pela presidente da Comissão de Educação, deputada Fátima Bezerra (PT-RN). Que, por coincidência, presidia a sessão plenária da Câmara justamente no momento em que Bolsonaro discursava.

Depois do discurso do rival, Fátima, que é pedagoga, ocupou a tribuna para defender o seminário, a intenção do ministério da Educação de combater o preconceito e para contestar o colega. A escola não é lugar para gente disseminar ódio e preconceito. Ao contrário, é pra gente ensinar paz e solidariedade!, afirmou.

Entre os dois deputados, Alfredo Syrkis (PV-RJ), que foi da luta armada contra a ditadura militar da qual Bolsonaro participou, aproveitou que estava na fila para discursar sobre meio ambiente e comentou o que acabara de ouvir. Para ele, pode ter havido quebra de decoro parlamentar !“ portanto, passível de processo de cassação de Bolsonaro.

Não costumo polemizar com ele [Bolsonaro] porque eu sei que ele joga pra platéia. Tem um eleitorado de extrema direita que gosta da forma absolutamente desrespeitosa que ele aborda uma série de temas!, disse.

O que nós ouvimos aqui hoje foi novamente um discurso de ódio, um discurso de preconceito. Um discurso inclusive que, seu eu entendi direito, faltou com o decoro parlamentar ao fazer insinuações a respeito da própria presidente da República.!

Em junho, Bolsonaro foi alvo de um pedido de processo de cassação do mandato no Conselho de à‰tica exatamente pelo modo como se refere a homossexuais. O caso foi arquivado, porém, porque ele não poderia, como parlamentar, ser condenado pelas opiniões que têm.

O deputado Marcon (PT-RS) pediu à  Presidência da Câmara, que naquele momento era exercida por um outro deputado petista, Domingos Dutra (MA), que parte das declarações de Bolsonaro fosse excluída das notas taqugráficas e dos anais da Casa. Dutra topou e ordenou à  equipe técnica da Câmara que fizesse isso.

Ainda não se sabe como a taquigrafia da Câmara vai adaptar o discurso. Mas a íntegra dele está aqui, segundo vídeo da TV Câmara mantido na própria página da Casa na internet.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Não é falta de decoro as expressões do Deputado Bolsonaro, pois ele tem imunidade material garantida no art. 53, CF. imagina o caso sendo Parlamentar e não poder parlar?
    É de deputado assim que o país precisa. Fala o que pensa e defende nós, os heteros.
    Será que essa gente não se toca da besteira que já fizeram ao gastar milhoes com essa besteira, quando pessoas morrem nas filas dos hospitais sem atendimento medico, sem postos de saude!!!
    Esse Deputado ainda vira presidente do Brasil!!!

  2. QUEM FALA A VERDADE TEM QUE SER RESPEITADO .

  3. ESSE É O MELHOR DEPUTADO DO PAÍS
    PALMAS PARA ELE

  4. enquanto esta´praga nao for banido da camara continuara falando besteira e com homofobia,esta cara é um baita ignorante,o que me choca é sabendo que mora no rio de janeiro onde o povo é mais liberal acredito que ainda ele vai levao o dele la no rio onde o carioca é de armar barraco co este tipo de gente,por isso que ainda tem gente que diz que curitiba e os curitibanos sao os mais ignorantes e homofobicos do brasil,ta ai pra comprovar que m… tem tudo que é lugar.

  5. É O Ó DO BOROGODÓ RS RS RS
    Este Bonsonaro é um imbecil mesmo.
    Não elegemos alguem pra ter relaiconamento sexual, elegemos para governar. Então se a Dilma é homo, o problema é dela e sua parceira.