O discurso de Dilma na posse do novo ministro do Esporte: “Vamos para o ataque”; veja o vídeo

via Blog do Planalto

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (31) que o novo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, tem plenas condições! de assumir os programas da pasta e estabelecer relações claras com todos os entes envolvidos com a preparação da Copa do Mundo de 2014. Na cerimônia de posse do novo integrante do governo no Palácio do Planalto, que contou a participação do embaixador honorário da Copa, o ex-jogador Pelé, a presidenta ressaltou ainda que Aldo Rebelo deverá buscar soluções para preservar as leis em vigor no país.

Estou certa que o novo ministro do Esporte saberá empreender, realizar e, quando for o caso, negociar a busca de soluções em que todos ganhem, principalmente e especialmente, o Brasil e o povo brasileiro, sem que a ninguém seja imposto abdicar de princípios e direitos legais em vigor no país.!

No seu discurso, Dilma Rousseff defendeu também a manutenção das políticas públicas e a participação do PC do B em seu governo.

As mudanças podem ocorrer, pessoas podem nos deixar, mas as políticas e as linhas de ação terão que ser preservadas. Perco um colaborador, mas preservo o apoio de um partido cuja presença no meu governo considero fundamental!, disse a presidenta.

Solenidade !“ A cerimônia foi marcada por despedidas e apresentações. O ex-ministro do Esporte Orlando Silva agradeceu à  presidenta Dilma o apoio, a confiança e a solidariedade, defendeu seu partido e apresentou seu sucessor no cargo.

Falo com altivez que faço parte da mesma tradição, do mesmo partido que Aldo Rebelo. Mais uma vez, sua capacidade vai encantar.!

No seu discurso de posse, o novo ministro do Esporte privilegiou o futebol. Para Aldo Rebelo, no Brasil, futebol é fator de integração, afirmação e identidade nacional.

Ninguém escapa ao fascínio e à  influência que o futebol exerce. E o Brasil apoia a festa mundial do futebol!, disse Aldo Rebelo, citando a paixão de escritores e músicos por seus times.

Elogiando seu antecessor, o novo ministro defendeu o legado de Orlando Silva.

Aceito com humildade esse desafio que se torna mais leve, menor, exatamente pelo que foi construído e realizado até agora!, disse.

E já que o tema era futebol, a presidenta Dilma emprestou do ex-presidente Lula uma metáfora para encerrar a cerimônia e anunciar um novo começo.

Hoje colocamos a bola no chão, reiniciamos o jogo, e vamos para o ataque por um Brasil mais justo e mais desenvolvido. Essa será a vitória de todos nós.!

Comentários encerrados.