Fenaban volta à  mesa de negociações com os bancários

Uma nova rodada de negociações entre bancários em greve e a Federação Nacional de Bancos (Fenaban) deverá ocorrer nesta quinta-feira (13), à s 16 horas, em São Paulo, que pode colocar fim à  paralisação de 16 dias.

A volta da Fenaban à  mesa de negociações com os grevistas foi possível graças à  ampliação do movimento dos bancários em todo o país.

“Foi a força da greve, que paralisa mais de 9 mil agências de bancos públicos e privados em todos os 26 estados e no Distrito Federal, que reabriu finalmente o diálogo e agora esperamos que os bancos venham para a mesa de negociações com uma proposta decente que atenda as justas reivindicações da categoria”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8% (aumento real de 5% mais inflação do período), valorização do piso, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), mais contratações, extinção da rotatividade, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, segurança contra assaltos e sequestros, igualdade de oportunidades, melhoria do atendimento dos clientes e inclusão bancária sem precarização, dentre outros itens.

Amanhã (sexta, 14), os grevistas de Curitiba e região metropolitana realizam uma assembleia à s 17 horas para avaliar uma possível nova proposta da Fenaban.

Comentários encerrados.