Beto Richa dá calote no transporte escolar, dizem prefeitos

* Crianças do interior podem ficar sem ter como ir para escola

Prefeitos da Amocentro dizem que foram enganados pelo governador Beto Richa.

No dia 1!º de junho, em Curitiba, o governador Beto Richa (PSDB) e o vice-governador Flávio Arns (PSDB), secretário da Educação, realizaram uma cerimônia oficial para anunciar a destinação de R$ 58 milhões para o custeio do transporte escolar para os alunos da rede pública estadual.

Diante de prefeitos de várias regiões, os tucanos se comprometeram em aumentar o repasse em mais de 100% sobre o total repassado aos municípios em 2010, que foi de R$ 28 milhões. Os recursos seriam liberados em até quatro parcelas, das quais a primeira, no valor R$ 34 milhões, foi liberada no mês de maio.

Pois bem, agora aos fatos. O prefeito do município de Boa Ventura de São Roque, José Forekevicz (PMDB), que também preside a Amocentro (Associação Municípios do Centro-Paraná), reclama de calote dado pelo governo do PSDB. Segundo ele, somente a primeira das quatro parcelas prometidas no meio do ano foi paga até agora. “Tem alguns municípios que receberam duas, mas nem todos”, disse.

Os prefeitos da região da Amocentro ameaçam parar o transporte escolar em protesto contra a falta dos repasses acordados com o governo do estado. As crianças podem ficar sem ter como ir para os bancos escolares por causa da promessa não cumprida.

O prefeito José Forekevicz informa que foi reclamar com o governo a falta de dinheiro com o Palácio das Araucárias, em nome dos demais colegas da região, no entanto, não obteve resposta satisfatória. Ele relata que a Secretaria da Educação limitou-se a informar que não há recursos no orçamento destinado ao transporte escolar.

“O governo vai à  imprensa e diz que dobrou o valor, o que não é verdade, e já indo para o final do período letivo e cadê o dinheiro do transporte escolar?”, indigna-se o prefeito de Santa Maria do Oeste, Claudio Leal (PTB).

Abandonados à  própria sorte, os prefeitos do interior se dizem enganados pelo governo tucano.

Comentários encerrados.