Tucano x tucano: Os 4 motivos que levaram Francisco Garcez votar pela cassação de Derosso

Francisco Garcez (PSDB) votou pela cassação de João Cláudio Derosso (PSDB).

O mundo político curitibano ficou estupefato com o voto do vereador tucano Francisco Garcez, presidente do Conselho de à‰tica, pela cassação do colega de ninho e de parlamento, João Cláudio Derosso.

São quatro os motivos que levaram Garcez a acompanhar o voto da oposicionista Noemia Rocha (PMDB) no Conselho de à‰tica. A saber:

1 !“ Rearranjo de forças políticas depois da saída do ex-deputado federal Gustavo Fruet do PSDB. A incerteza na reeleição para mais da metade da bancada tucana, formada por 14 vereadores, vem gerando uma tensão pré-eleitoral no ninho.

2 !“ A pressão da opinião pública, dos movimentos sociais e partidos políticos, dos órgãos de imprensa e das redes sociais na internet (Orkut, Facebook, Twitter, blogs, sites, etc.).

3 !“ Perda da autoridade moral de Derosso. O presidente da Casa já não ostenta a força política que teve nos últimos 14 anos. O vereador do PSDB entrou em viés de declínio acentuado.

4 !“ A disputa pela base eleitoral na região Sul da capital, entre os bairros Xaxim e Boqueirão, também é componente importante na compreensão do voto de Garcez.

Diferente do que muitos possam pensar, o vereador Francisco Garcez não fez média com a torcida ao votar pela cassação de Derosso. Ele apenas fez um raciocínio lógico que é compartilhado pela maioria dos tucanos na Câmara, portanto, o mais puro retrato do racha vivido no “pós-Fruet” pelo PSDB da capital.

Comentários encerrados.