Afiliada da TV Globo em Maringá (PR) sofre atentado a tiros

* RPCTV sofre atentado durante a madrugada desta segunda

Prédio da TV Globo foi alvejada por 15 tiros. Fábio Guillen / Gazeta Maringá.

A emissora de televisão RPCTV Maringá (afiliada da Rede Globo) foi alvo de um atentado por volta da 1h20 desta segunda-feira (29). As informações são da própria RPCTV Maringá. Segundo uma testemunha, dois homens armados em uma motocicleta dispararam vários tiros contra a recepção e a cozinha da emissora, que fica na Zona 5, em Maringá.

Segundo a Polícia Civil, foram 15 tiros de armas calibre 40 e 9 milímetros. Dos 15 tiros, 12 deles foram contra a recepção. Um dos seguranças do prédio estava na recepção no momento do atentado. Ele se jogou no chão e por isso não se feriu.

O secretário de segurança pública do Paraná, Reinaldo de Almeida Cesar, determinou que o atentado seja investigado.

“A arma é utilizada por bandidos de alta periculosidade, geralmente ligados ao narcotráfico. Não são pessoas comuns, que quisessem fazer qualquer tipo de protesto”, afirmou o delegado Osnildo Leme.

Até as 7h15 desta segunda-feira (29) a polícia não tinha encontrado os bandidos.

A Câmara de Maringá também foi alvo de atentado há um mês.

Há um mês, o prédio da Câmara Municipal de Maringá (CMM) foi alvo de um atentado. Dois homens armados em uma motocicleta dispararam vários tiros de pistola 9 milímetros contra o prédio (veja o vídeo).

As câmeras de segurança do local flagraram a ação dos bandidos, mas até esta segunda-feira (29) ninguém havia sido preso.

Depois do atentado o policiamento no local foi reforçado durante as sessões. Além disso, novas câmeras de segurança e uma catraca deverão ser instaladas nos próximos meses.

Sede da RPCTV em Curitiba já foi alvo de atentado

Uma bomba de fabricação caseira foi atirada em julho de 2010 no pátio da sede da RPCTV, no bairro Mercês, em Curitiba. Um homem encapuzado acendeu o pavio e lançou um tubo de PVC carregado com pólvora. Ele estava em um veículo Renault Twingo preto.

O suspeito usou um isqueiro para acender a bomba numa das pontas, antes de atirá-lo. O artefato bateu no muro, partiu-se e o conteúdo se espalhou, pegando fogo em seguida. Ninguém ficou ferido.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. acho que o atirador errou o alvo: se fosse a camara de curitiba tinha sentido, e a RPC esta de prontidão aqui na capital ,ou …será que por la tambem tem donodoosso?