Blog do Esmael Eloi Zanetti lança livro de crônicas de Curitiba | Blog do Esmael Eloi Zanetti lança livro de crônicas de Curitiba | Blog do Esmael

Eloi Zanetti lança livro de crônicas de Curitiba

* “Mudou Curitiba ou mudei eu?”, indaga o autor

Curitiba deixa de ser uma cidade provinciana e torna-se cosmopolita. Onde todos se conheciam por nome e sobrenome, agora mal se cumprimentam. Bairros onde os casais davam voltas nas quadras de mãos dadas e os piás brincavam na rua viraram centros comerciais, com trânsito caótico. A população de Curitiba não é mais de maioria curitibana. Essas são algumas das observações transformadas em crônicas pelo escritor Eloi Zanetti.

Nascido numa Curitiba cercada por quintais, bosques de araucárias, piás jogando beti ombro ou tiquete nas ruas, rios cheios de lambaris, brejos de copos-de-leite, Eloi recorda com certa tristeza em alguns textos, em outros clama ferozmente por mais atenção e respeito dos habitantes. Há crônicas em que apenas constata as mudanças com alguns suspiros, mas também se enche de esperança para que a cidade se torne mais humana, limpa e que todos possam ler poemas na luz impressionista do nosso outono.

Cercado por amigos, Zanetti fala um pouco de alguns e tem sempre um jeito carinhoso com todos. Tímido por natureza, se permite recordar, dar palpites, criar conceitos curitibanos, inventar um jeito melhor de receber os estrangeiros.

Com a habilidade dos contadores de histórias, gosta de cantar a sua aldeia. Para tanto, conta com a parceria dos amigos e fotógrafos Orlando Azevedo e Ruy Rebka Prado e do artista plástico Luiz Rettamozo. As apresentações são dos também amigos Marcos Henrique Camargo e Miguel Sanches Neto. Por isso, este livro é um presente a Curitiba, no mês do aniversário da sua fundação.

Eloi Zanetti gosta do frio, prefere o outono, adora ameixa, caqui e pera, mas daquelas tiradas do pé. Pinhão tem que ser sapecado e aperitivo, só com rollmops. Descendente de suecos, italianos e mineiros, Eloi levanta a voz quando mexem com as araucárias.

Ambientalista convicto, ajuda a lutar pela conservação do pouco que restou dos nossos pinheiros. Para isso, suas crônicas nos remetem a um desafio: a gente só protege aquilo que ama.

Durante o lançamento, haverá uma palestra/debate intitulada Curitibanos e neo-curitibanos!.

Serviço:

Data: 25 de março de 2011, à s 19 horas
Local: Universidade Positivo !“ Salão de Eventos/Pós Graduação e Extensão !“ Estacionamento 8

Contatos:
Eloi Zanetti !“ (41) 3026 0222 / 3233 7297 / 9698 7187
[email protected]

Elisa Carneiro !“ (41) 9997 1470
[email protected]

Comentários encerrados.