24 de agosto de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em MPE rejeita impugnação contra Dilma Rousseff em Minas Gerais

MPE rejeita impugnação contra Dilma Rousseff em Minas Gerais

Bateu na trave o pedido de impugnação formulado pela filha de Eduardo Cunha contra a candidatura de Dilma Rousseff ao Senado, por Minas Gerais. ... 

Leia mais

23 de agosto de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Lula e Richa, condenados na 2ª instância, têm direito à candidatura

Lula e Richa, condenados na 2ª instância, têm direito à candidatura

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu ontem (22) a impugnação da candidatura do ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que concorrerá ao Senado. O tucano sofreu condenação em 2ª instância, a exemplo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). ... 

Leia mais

22 de agosto de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Beto Richa fica inelegível, se depender do Ministério Público Eleitoral

Beto Richa fica inelegível, se depender do Ministério Público Eleitoral

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a inelegibilidade do ex-governador Beto Richa (PSDB) com base em condenação de 2ª instância no Tribunal de Justiça do Paraná. O tucano é candidato ao Senado. ... 

Leia mais

29 de maio de 2018
por editor
Comentários desativados em Dr. Rosinha detalha arbitrariedades da Prefeitura e da Justiça contra a Vigília Lula Livre; assista

Dr. Rosinha detalha arbitrariedades da Prefeitura e da Justiça contra a Vigília Lula Livre; assista

O presidente do PT-PR, Dr. Rosinha, e a Presidenta da CUT/PR, Regina Cruz, fizeram uma declaração pública sobre a decisão judicial contra a Vigília Lula Livre. O juiz Jailton Tontini determinou o uso da força policial para a retirada da Vigília além de ordenar a cobrança de multa de R$ 500 mil diários contra o PT e a CUT desde 19 de maio. ... 

Leia mais

12 de setembro de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

PT vai ao MPE contra Marina por “difamação eleitoral”

via Brasil 247

O diretório nacional do PT pretende entrar com uma representação no Ministério Público Eleitoral contra a candidata do PSB, Marina Silva, por “difamação eleitoral” contra a legenda, noticia a jornalista Mônica Bergamo. Os petistas se referem a uma declaração feita pela presidenciável durante sabatina no jornal O Globo nesta quinta-feira 11, quando Marina disse que a sigla não é confiável, uma vez que “coloca por 12 anos um diretor para assaltar os cofres da Petrobras”.

A candidata falava de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal que foi preso durante a Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, e denuncia hoje, por meio de delação premiada !“ acordo de colaboração com a Justiça para obter uma pena maior !“ um grande esquema de corrupção na estatal, por meio de contratos superfaturados firmados entre ele e multinacionais. Parte do dinheiro era usada para pagar políticos da base política do governo, teria dito ele à  polícia.

“Não consigo imaginar que as pessoas possam confiar em um partido que coloca por 12 anos um diretor para assaltar os cofres das Petrobras. à‰ isso que estão reivindicando? Que os partidos continuem fazendo do mesmo jeito? Eu espero que as pessoas virtuosas possam renovar seus partidos, para que ele voltem a se interessar pelo que são as demandas das pessoas”, afirmou a candidata em entrevista ao Globo.

Para basear sua ação, o PT, presidido por Rui Falcão, vai usar o artigo 325 do Código Eleitoral, que aponta ser crime “difamar alguém” com “fins de propaganda, imputando-lhe fato ofensivo à  sua reputação”. A legenda afirmará, na representação, que Marina “extrapolou, e em muito, o mero direito de crítica, ferindo abertamente a honra da agremiação”. A pena para esse time de delito eleitoral varia de três meses a um ano de prisão, além de pagamento de 5 a 30 dias de multa.

Leia mais