2 de janeiro de 2016
por Esmael Morais
9 Comentários

Dilma criticada por “privilégio” à Folha

O jornalista Leandro Fortes, ativista digital de esquerda, abriu o pelotão de críticas à presidente Dilma Rousseff, que escolheu ontem (1º) o jornal Folha de S. Paulo para saudar os brasileiros com a vinda de 2016 (clique aqui).

“Ou seja, a nossa querida presidenta não aprendeu nada”, concluiu Fortes, antes, porém, ele enumerou os motivos que  Dilma tinha para não “privilegiar” os Frias — a família dona do grupo de mídia.

“A mesma Folha que, há três meses, fez um editorial intitulado ‘Última chance’, no qual exigia a saída dela, de forma desrespeitosa e degradante”, pontuou.

O jornalista Paulo Nogueira, do Diário Centro do Mundo, também contestou o artigo de Dilma na Folha. “Lula deu também entrevistas coletivas não a jornalistas da Folha, Globo, Veja – mas a blogueiros”, demarcou.

“Em situações normais, a relação entre figuras públicas e a imprensa segue outro caminho, mais cordial. Mas estamos brutalmente distantes de uma situação normal”, anotou Nogueira.

A seguir, leia a íntegra das considerações dos jornalistas:

AOS FRIAS, COM CARINHO

por Leandro Fortes

O artigo da presidenta Dilma Rousseff com desejos de um feliz 2016 a todos brasileiros e brasileiras foi, primeiro, publicado na Folha de S.Paulo.

A mesma Folha que, há três meses, fez um editorial intitulado “Última chance”, no qual exigia a saída dela, de forma desrespeitosa e degradante.

A mesma Folha da ficha falsa, da campanha eleitoral de 2010.

Sem falar no fato de que, até o Blog do Planalto ser autorizado a reproduzir o artigo, às 13h39 do dia 1º, somente os assinantes da Folha (em sua maioria, partidários do impeachment) puderam ler o texto – a tempo de ridicularizá-lo nas redes.

Tiveram a primeira manhã inteira de 2016 para isso.

Redes que Dilma poderia ter usado para, democrática e gratuitamente, publicar o texto para todos os brasileiros e brasileiras.

Sobretudo para aqueles que enfrentaram a Folha de S.Paulo, entre outras cidadelas do golpe, para mantê-la no cargo, em 2015.

Ou seja, a nossa querida presidenta não aprendeu nada.

***********************XXX**************************

A polêmica em torno do artigo que Dilma escreveu para a Folha

por Paulo Nogueira

A primeira treta de 2016 já está no ar. No centro está um artigo que Dilma escreveu para a Folha a propósito do Ano Novo.

A questão é: Dilma apanhou tanto da Folha, e é assim que ela responde?

Para mim, trata-se de um modelo mental obsoleto. Dilma enxerga a mídia ao velho modo – jornais e revistas impressos, rádios e televisão.

A internet, nesta ótica, é uma coisa exótica e para poucos.

Os que defendem o artigo na Folha usam também, essencialmente, o mesmo modelo mental obsoleto.

Eles dizem que é u Leia mais

1 de janeiro de 2016
por Esmael Morais
1 Comentário

Contra golpe, Dilma afirma em artigo ser “injustamente questionada”

do Brasil 247

A presidente Dilma Rousseff diz ter sido “injustamente questionada pela tentativa de impeachment”, mas que mesmo assim ‘não alimenta mágoas nem rancores”. A afirmação está em artigo publicado nesta sexta-feira 1º na Folha de S. Paulo, em que a presidente anuncia ações para a melhoria da economia e afirma acreditar que “teremos um 2016 melhor”.

Ontem, Dilma também publicou uma mensagem de fim de ano em suas redes sociais, admitindo que 2015 foi um ano difícil e desejando um feliz 2016 a todos os brasileiros. No artigo desta sexta, ela define 2015 como “um ano muito duro”. E lembra que, no ano que passou, “as instituições da nossa democracia foram exigidas como nunca e responderam às suas responsabilidades, preservando a estabilidade institucional do Brasil”.

Criticada por alas do PT e por movimentos sociais por implementar o ajuste fiscal, que promoveu corte bilionário nas contas do governo, a presidente dá um aceno à esquerda quando defende a importância do equilíbrio das contas públicas: “É claro que os direitos adquiridos serão preservados, e devem ser respeitadas as expectativas de quem está no mercado de trabalho, mas de forma efetivamente sustentável”.

“O governo está fazendo sua parte. Executamos um duro plano de contenção de gastos. Fizemos e faremos esse esforço sem transferir a conta para os que mais precisam”, diz ainda a presidente. “O governo fará de 2016 um ano de diálogo com todos os que desejam construir uma realidade melhor”, assegura Dilma.

Abaixo, leia a íntegra do artigo:

Um feliz 2016 para o povo brasileiro

Dilma Rousseff *

O ano de 2015 chegou ao final e a virada do calendário nos faz reavaliar expectativas e planejar novas etapas e desafios. Assim, como sempre, nos traz a necessidade de refletir sobre erros e acertos de nossas decisões e atitudes.

Este 2015 foi um ano muito duro. Revendo minhas responsabilidades nesse ambiente de dificuldades, vejo qu Leia mais

31 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
25 Comentários

Obrigado por fazer em 2014 o Blog do Esmael um dos mais influentes do País

esmael_blog.jpgNo último post de 2014 eu não poderia deixar de homenagear os leitores que tiveram a paciência de acompanhar diariamente esta página. Muito obrigado. ... 

Leia mais