ovo protesto b3 bolsonaro protesto

Sob Bolsonaro procura por ovo dispara e preço também

  • Bolsonaro foi recebido com “ovada” por manifestantes no leilão da Cedae, na bolsa de valores (B3)

O presidente Jair Bolsonaro fez disparar o preço do ovo durante esta pandemia.

O produto tem multiuso nesses tempos de negacionismo, pilhagem e privataria bolsonarista.

Além de fornecer a proteína, em substituição à carne, cujo preço é proibitivo, o ovo ainda virou uma ferramenta de protesto.

Nesta sexta-feira (30/4), por exemplo, em São Paulo, Bolsonaro foi recebido com “ovada” por manifestantes no leilão da Cedae, na bolsa de valores (B3).

Leia também

O protesto contra a privatização da Cedae foi organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

No entanto, o militante que atirou o ovo errou o alvo. Ele será submetido a intenso treinamento nos próximos dias.

Os manifestantes do MTST sacudiram o centro de SP gritando palavras de “fora Bolsonaro” e xingando o presidente de “genocida”.

Bolsonaro sentiu na nuca o bafo das ruas, que denunciam as mais de 400 mil mortes na pandemia de covid.

Veja o momento da ovada