River plate 2 x 1 São Paulo; Tricolor fica na estrada da Libertadores

Tricolor não tem mais chances matemáticas de se classificar às Oitavas de Final da competição. O São Paulo perdeu do River Plate pelo placar de 2 a 1.

O sonho rumo A Glória Eterna acabou. Sob pressão, o São Paulo visitou na noite desta quarta-feira (30), às 21h30, o bom time do River Plate, em Avellaneda, Argentina.

O time brasileiro começou bem, mas não conseguiu ter uma reação no momento em que perdia o jogo por dois a um pela quinta rodada do Grupo D.

Sem títulos desde 2012, quando conquistou a Sul-Americana, o São Paulo amarga sua mais nova eliminação.

No ano passado, ainda na fase prévia da Libertadores, a queda foi para o Talleres.

Julian Álvarez que fez os dois gols do River, enquanto Diego Costa marcou para o Tricolor.

Agora, LDU, com 12 pontos, e River Plate, com 10, estão classificados às oitavas de final e se enfrentam na última rodada para definir a liderança do Grupo D.

O São Paulo fica em terceiro lugar, com quatro pontos, um a mais do que o Binacional.

Próximos Jogos

No jogo dos eliminados, o Tricolor joga contra o Binacional, no dia 20 de outubro, às 21h30, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA RIVER PLATE x SÃO PAULO

Data: 30 de setembro de 2020, quarta-feira

Local: Estádio Libertadores da América, em Avellaneda, na Grande Buenos, na Argentina

Competição: Copa Libertadores, quinta rodada da fase de Grupos

Árbitro: Cristian Garay (CHI)

Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)

Cartões amarelos: Casco, Enzo Pérez e Suárez (River Plate); Juanfran, Daniel Alves, Diego Costa, Vítor Bueno (São Paulo)

Cartões vermelhos: Alexandre Pássaro (gerente executivo de futebol do São Paulo)

Gols: Julián Álvarez aos 10 do 1º tempo; Diego Costa aos 25 do 1º; Julián Álvarez aos 36 do 1º

RIVER PLATE: Armani, Montiel, Martínez Quarta, Pinola e Casco; Nacho Fernández (Cristian Ferreira), Enzo Pérez (Ponzio) e De la Cruz; Julián Álvarez (Paulo Díaz), Suárez e Borré (Lucas Pratto).
Técnico: Marcelo Gallardo.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Léo Pelé e Reinaldo; Tchê Tchê (Toró), Daniel Alves, Hernanes (Brenner), Igor Gomes; Pablo (Tréllez) e Vítor Bueno (Paulinho Boia).
Técnico: Fernando Diniz.

LEIA MAIS SOBRE FUTEBOL

Palmeiras 5 x 0 Bolívar e avança para a próxima fase da Libertadores

Álvaro González, acusado de racismo por Neymar, é absolvido pela Liga francesa

Neymar Jr. entra na lista dos maiores devedores da Espanha

Grupo político de Greca se une ao “PSOL” para adiar eleição no Coritiba

Compartilhe agora