Álvaro González, acusado de racismo por Neymar, é absolvido pela Liga francesa

Segundo a Liga de Futebol Profissional da França (LFP) “não há provas convincentes” da acusação de Neymar

Nesta quarta-feira (30), a comissão disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França (LFP) optou por absolver Neymar e o zagueiro, espanhol, Álvaro González. A justificativa da comissão para absolver o defensor foi de que “não há provas convincentes que assegurem a fala discriminatória”.

Confira a nota da LFP:

“Depois de examinar o caso, ouvir os jogadores e representantes dos clubes, a Comissão concluiu que não há provas convincentes que permitem estabelecer a materialidade dos fatos e declarações de natureza discriminatória por Álvaro González contra Neymar durante o jogo, nem de Neymar contra Álvaro González.”

O atacante havia acusado o espanhol de racismo durante a derrota do PSG por 1 a 0 contra o Olympique de Marselha, no último dia 13. No jogo em questão, Neymar afirmou que o zagueiro o chamou de “mono” (macaco em espanhol). O brasileiro reagiu dando um tapa em Gonzalez e acabou expulso. Pela agressão, Neymar foi punido com dois jogos de suspensão já cumpridos por ele.

Mesmo sendo vítima num suposto ato de racismo, Neymar também poderia ser punido no julgamento desta quarta. Segundo Álvaro, o camisa 10 teria feito ofensas homofóbicas contra o zagueiro espanhol e xenofóbicas ao lateral-direito japonês Sakai em imagens divulgadas por TVs espanhola. Pelo mesmo motivo que absolveu González, a Comissão também liberou o brasileiro.

Já o espanhol, garantiu que nunca disse algo preconceituoso contra o brasileiro. Na última semana, o zagueiro se reuniu com líderes de torcidas organizadas e do elenco do Olympique de Marselha e, em um depoimento emocionado, jurou que não cometeu racismo contra Neymar. Álvaro teria se colocado à disposição para deixar o clube caso entendessem que era necessário.

O Olympique de Marselha postou estar “satisfeito com a decisão do comitê disciplinar. Álvaro González não é racista, qualquer acusação feita contra ele sobre isso é injusta e sem fundamento”.

LEIA MAIS SOBRE FUTEBOL

Grupo político de Greca se une ao “PSOL” para adiar eleição no Coritiba

Jogador do Santos enfatiza a luta contra o racismo no futebol

Neymar Jr. entra na lista dos maiores devedores da Espanha

Compartilhe agora