Lula acusa Globo de agir de má-fé em frase sobre coronavírus; assista

O ex-presidente Lula (PT) em entrevista nesta quarta-feira (20), à Rádio Brasil Atual, disse que a Rede Globo agiu de má-fé por causa de uma frase mal colocada.

Segundo o petista, a emissora passou os últimos 15 anos o atacando e que não se surpreendeu pela má-fé da Globo.

“Eu quero pedir desculpas aos 210 milhões de brasileiros, se sentiram ofendidos por minha frase sobre o coronavírus”, disse, “mas a Globo agiu de má-fé porque ela sabia o que eu quis dizer: sobre a importância do Estado nesses momentos”.

A TV Globo abriu fogo contra Lula em virtude de frase numa entrevista à CartaCapital nesta terça (19):

“Eu, quando eu vejo os discursos dessas pessoas falando… Quando eu vejo essas pessoas acharem que tem que vender tudo que é público e que tudo que é público não presta nada… Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, que os cegos comecem a enxergar, que apenas o estado é capaz de dar solução a determinadas crises”, afirmou.

“Eu queria mostrar que o Estado, e somente o Estado, que o mercado não vai resolver”, explicou o ex-presidente Lula. “Eu peço desculpas às pessoas pela frase, mas eu não posso dizer o mesmo das pessoas que agiram por má-fé.”

“Usei uma frase infeliz, que não cabia, para tentar explicar que é no auge da crise que a gente entende a importância do SUS e do Estado. Peço desculpas a quem se sentiu ofendido”, finalizou.

Assista ao vídeo:

LEIA TAMBÉM
Sem ministro da Saúde, Bolsonaro reforça uso da Cloroquina

Pivô na queda de Regina Duarte, atriz Maitê Proença participa de “live” nesta quinta

Recorde de mortes por Coronavírus no Brasil é destaque na mídia inglesa

[TRETA]: Requião diz que Felipe Neto é ‘direita’ tipo Tabata

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), numa live na noite desta terça (19), disse que o youtuber Felipe Neto é um “tipo” [deputada federal] Tabata Amaral (PDT-SP), que pode estar a serviço da direita na próxima eleição.

Presidente da Frente Ampla da Soberania Nacional, Requião participou ontem à noite de um bate-papo com o deputado federal Pedro Uczai (PT-SC). Eles discutiram economia, política, coronavírus e a constituição de uma frente para derrotar o neoliberalismo de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes.

Nesse contexto frentista, Requião afirmou que Felipe Neto pode ser uma espécie de “Cavalo de Troia” no campo de centro-esquerda durante o processo eleitoral de 2022.

“O sindicato se reúne com o FHC, o privatizador da Vale do Rio Doce no Primeiro de Maio… Daí aparece o ‘Felipe não sei o quê’. O cara disse ‘eu mudei’, mas daí pode ser um tipo Tabata, a serviço da direita. Se for verdade, bacana”, disparou.

Tabata Amaral, 26 anos, é apontada como sendo da “Bancada do Lemann”, 2º homem mais rico do Brasil, que financiou a “renovação” parlamento.

A despeito de seu partido, o PDT ter votado contra a reforma da previdência, Tabata segue ideologicamente seu guru de direita [Jorge Paulo Lemann, dono da Ambev].

“Assisti parcialmente Roda viva com Felipe Neto. Se não é uma conversão democrática programada, de fora para dentro, afim de reforçar, futuramente, o entreguismo e a prevalência do capital sobre o trabalho, pode ser considerada processo de evolução positivo”, complementou Requião nesta quarta (20), pelo Twitter.

Assista ao trecho do vídeo: