Bolsonaro: “Se eu não fizer contingenciamento, eu vou para o impeachment”

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quarta-feira, 31, que o novo contingenciamento de R$ 1,44 bilhão no orçamento da União é necessário para que ele não sofra impeachment.

“O que tenho a dizer a vocês? Se eu não fizer isso [contingenciamento], eu vou para o impeachment, pô. Não vamos pedalar, não vamos descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal”, declarou Bolsonaro durante evento em Anápolis (GO) para assinatura de contrato de concessão de trecho da Ferrovia Norte-Sul.

LEIA TAMBÉM:
A #VazaJato virou livro sobre conduta de Moro e procuradores de Curitiba

Na terça-feira, 30, à noite, o governo publicou edição extra no Diário Oficial da União na qual distribui entres órgãos do Executivo o contingenciamento de R$ 1,44 bilhão anunciado semana passada.

O Ministério da Cidadania foi a pasta que mais sofreu redução na verba: teve cerca de R$ 619 milhões bloqueados. Em seguida, vêm os ministérios da Educação e da Economia, com cerca de R$ 340 milhões e R$ 280 milhões congelados, respectivamente.

Com informações do Estadão