PF viola universidades públicas

| 12 Comentários

Primeiro foi a UFPR; depois a UFSC, que terminou em tragédia; agora a UFMG. Qual será a próxima instituição a ser atacada? A Polícia Federal está violando as universidades públicas brasileiras a pretexto de combater a corrupção.

O modus operandi dos gendarmes federais nesta quarta-feira (6) foi o mesmo que vitimizou o reitor da UFSC Luiz Carlos Cancellier, em setembro último.

A PF cumpriu hoje oito mandados de condução coercitiva e 11 mandados de busca e apreensão numa operação contra suposto desvio de recursos da construção do Memorial da Anistia Política do Brasil, financiado pelo Ministério da Justiça e executado pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Entre os alvos de condução coercitiva estão o reitor da UFMG, Jaime Arturo Ramírez, a vice-reitora, Sandra Regina Almeida, além do ex-reitor Clélio Campolina e da ex-vice-reitora Heloisa Starling, coordenadora do projeto ligado ao Memorial.

“A primeira, é que não há um fato apurado e um suspeito preso. Monta-se o velho circo de prender várias pessoas, infundir terror na comunidade, e obter confissões sabe-se lá por quais métodos. A segunda é que a morte do reitor da UFSC não mudou em nada os procedimento”, criticou o jornalista Luís Nassif para quem “esse monstro está sendo diretamente alimentado pelo Ministro Luís Roberto Barroso, do STF, que se transformou no principal inspirador da segunda onda repressiva dos filhotes da Lava Jato. Vamos ver quem são as vozes que se levantarão para denunciar mais esse ataque”.

Coincidência ou não, o movimento da PF é sincronizadíssimo com a demissão de 1,2 mil professores na universidade privada Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, que pretende recontratar o mesmo número de profissionais pela nova legislação trabalhista, qual seja, não mais pela CLT, com valores de salários mais baixos.

Pode não ser nada, mas recentemente a mídia voltou a bombardear o ensino público nas universidades federais e estaduais brasileiras sob a alegação de que se economizaria aproximadamente R$ 13 bilhões ao ano. Aos olhos neoliberais, o modelo de contratação da Estácio de Sá, precarizado, seria uma boa para as seculares universidades públicas.

“Para cortar gastos sem prejudicar os mais pobres, o governo deveria acabar com a gratuidade do ensino superior”, defendeu o Estadão em novembro.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Pingback: PF VIOLA A UNIVERSIDADE PÚBLICA, Por Esmael Moraes – VALENTIN FERREIRA

  2. Claríssima a intenção de destruir a universidade pública brasileira.Como a intenção de destruir e entregar todo patrimônio público. Lamentável a participação do Judiciário nisso tudo.

  3. Na Escandinávia, onde estão os países mais avançados e civilizados do mundo, a Educação é financiada pelo Estado até a sua conclusão. Eles têm a compreensão correta de que o dinheiro aplicado na Educação é um INVESTIMENTO para o futuro do país.

  4. São infames. Merecem ficar engessados como nos governos anteriores, para reaprenderem a não colocar as unhas de fora. Canalhas piores que os mais corruptos, pois se omitem diante de crimes cometidos por seus corteligionarios amigos. Cadeia neles!

  5. É A PLENA DITADURA DO JUDICIÁRIO DESDE O GOLPE PARLAMENTAR EM DILMA ROUSSEFF, ONDE O TEMER DÁ O GOLPE E A JUSTIÇA GARANTE!! O BRASIL CAMINHA A PASSOS LARGOS PARA O ABISMO TOTAL!! O POVO? O POVO VAI SE DAR CONTA TARDE DEMAIS!!!!

  6. O mais triste de tudo isso que quem está por trás de toda a violência com os seus cachorrinhos obedientes do judiciário, é o mercado financeiro que continua a receber do Estado brasileiro mais de 500 bilhões de juros ao ano, sem que gerem com isso um mísero emprego. Se esse dinheiro estivesse circulando para os brasileiros, não precisariam inventar essas mentiras cabulosas e bandidos da mídia oligopolizada.

  7. Malditos sejam todos os mandantes da destruição do Brasil! Salve as Universidades Públicas ´estaduais e federais! Senhores justiceiros somos nós trabalhadores quem pagamos seus desmandos e alto salários! Vocês devem nos servir e não nós a vocês!

    • Filha…. vai lá e paga a universidade com seu dinheiro não com o dinheiro dos meus impostos, enquanto você estiver dependendo de transporte gratuito para a universidade que é dinheiro dos meus impostos, assistindo aulas com professores pagos pelos meus impostos e comendo no RU com dinheiro subsidiado pelos meus impostos vai ter fiscalização SIM e se fizer xixi fora do penico vai em cana SIM.

  8. só para lembra pra não esquecer…beto lixo o bate professor ,depois ladrão da Educação ,e por ultimo o destruidor de IGREJA,se isso não bastasse,a propaganda da rpc,que fala do estado e que as filas do porto não a mais filas ,elas acabaram desta época de REQUIÃO essa e que e a verdade.beto lixo do lixo simplesmente excumundado e lixo.

  9. Temer combatendo a corrpção, agora vai!

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.