15 de Abril de 2018
por esmael
Comente agora

PT vai radicalizar, se Lula não for solto

O PT debate algumas linhas acerca da prisão política do ex-presidente Lula: 1- manter o acampamento Lula Livre nas imediações da Polícia Federal em Curitiba; 2- regatar seu líder encarcerado injusta e ilegalmente desde 7 de abril; e 3- utilizar a tática três para soltar o líder no Datafolha. Leia mais

30 de Maio de 2017
por esmael
13 Comentários

Moro se declara “suspeito” para julgar blogueiro. Será que fará o mesmo em relação a Lula?

O juiz Sérgio Moro se declarou “suspeito” de julgar o jornalista Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, em virtude de “notória inimizade” entre ambos. Ora, essa mesma inimizade no coração de Moro também é percebida em relação ao ex-presidente Lula.

23 de Março de 2017
por esmael
3 Comentários

Blogueiro relata detalhes do sequestro que sofreu a mando de Sérgio Moro

O jornalista Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, faz um emocionado e detalhado relato do sequestro que sofreu na terça (21) a mando do juiz Sérgio Moro. “Não é mais juiz, é parte de um litígio”, opina o blogueiro, que acusa do magistrado de ter quebrado seu sigilo telefônico para descobrir a fonte de suas notícias.

12 de Março de 2016
por admin
12 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Os excessos no sequestro de Lula

Download áudio

Jorge Bernardi*

Todos são iguais perante a lei e ninguém está acima dela. Este é um princípio fundamental do Estado de Direito. Porém há normas que devem ser observadas, respeitadas, seguidas, principalmente por aqueles que são pagos pela sociedade para defendê-la. Qualquer excesso torna-se arbítrio. O Brasil tem uma longa experiência de 21 anos de exceção em o estado foi dominado por uma instituição, e deu no que deu.

Até aqui os Procuradores da República, que atuam na Lava Jato, têm agido no exercício de suas funções constitucionais, mas já há sinais de excessos, de arrogância e prepotência. A condução coercitiva do ex-presidente Lula é um destes exageros. Por mais que a turba tenha comemorado a “detenção” do ex-magistrado número 1 da nação, não se justificou a medida. Não porque se trata de Lula, mas porque todos têm o direito de defesa, de recorrer ao habeas corpus, como fez o ex-presidente.

E aos adversários de Lula, a detenção serviu apenas para fortalecer o ex-presidente, que tem domicílio fixo, e é uma figura pública da maior relevância na nação. A pergunta que se faz é se situação semelhante tivesse ocorrido com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que também tem feito “palestras” altamente remuneradas pelas empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez, os Procuradores da República solicitar

9 de Março de 2016
por esmael
19 Comentários

Parceria Globo-Sérgio Moro é alvo de protestos em todo o país

A Rede Globo foi palco ontem (8) em Goiânia, Goiás, de uma ocupação relâmpago pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) em protesto contra o golpismo da emissora dos Marinhos. A TV Anhanguera, afiliada da Vênus Platinada, foi sob controle de militantes sociais das 18h30 às 19h30.

Ato contínuo, na mesma noite de ontem, a mãe do juiz Sérgio Moro foi hostilizada durante sessão em homenagem ao Dia Internacional da Mulher na Câmara Municipal de Maringá, Noroeste do Paraná. Dona Odete Moro foi vaiada por integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do PT.

Na noite anterior, de segunda-feira (7), em São Paulo, durante ato em defesa da liberdade de expressão, ativistas e parlamentares convocaram manifestações em todo o país contra a Rede Globo, mas, pelo jeito, também sobrou para o “parceiro estratégico” dos Marinhos.

Nesta quinta-feira, dia 10, em Curitiba, o juiz Moro passará por mais uma prova de fogo quando realizará palestra “contra a corrupção” ao lado jornalista global William Waack, um antipetista e golpista declarado. Temendo ameaças, inclusive, o magistrado teria requisitado reforço de “dezenas” de agentes da Polícia Federal (PF) para a sua segurança.

A onda de protestos contra a parceria entre a TV Globo e o juiz Sério Moro eclodiu na última sexta-feira, dia 4, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi conduzido coercitivamente para depor na PF — sem que antes tivesse sido intimado. Muitos juristas e parlamentares entenderam que o petista fora alvo de um “sequestro político” numa diabólica tentativa de golpe jurídico-midiático.

No próximo domingo, dia 13, a parceria Globo- Moro será novamente alvo de protestos em todo o país. No Rio, a manifestação será em frente à emissora de TV; em São Paulo, o movimento antigolpe contará com reforço de torcidas organizadas de futebol – que têm bronca com os “coxinhas” que pedem impeachment, exibem faixas contra a corrupção do governo Geraldo Alckmin (PSDB) e da emissora dos Marinhos que faz “refém” o futebol nacional.

Enfim, o juiz Sérg

7 de Março de 2016
por esmael
13 Comentários

Sequestro de Lula e tentativa de golpe ofuscam janela da infidelidade

Ela vai se fechar e poucos se darão conta de que esteve aberta um dia: a janela da infidelidade, que permite ao político trocar de sigla sem que seja punido com a perda do mandato.

O sequestro do ex-presidente Lula e a tentativa de golpe de Estado, numa articulação diabólica entre setores do judiciário e da mídia, ganhou a atenção majoritária da frente política e dos brasileiros.

Não há ainda um balanço parcial do troca-troca partidária, mas, estima-se, poderá ficar aquém do que se previa anteriormente. De 10 a 20% deverão pular a janela da infidelidade até o próximo dia 12.

No Paraná, a principal pulada de janela – antigamente era cerca – foi protagonizada pelo deputado licenciado Ratinho Júnior. Ele trocou o PSC pelo PSD, mas já tem problemas na nova agremiação.

Segundo uma fonte do Blog do Esmael que frequenta a toca de Ratinho, o pai Ratão esteve com o presidente nacional do PSD, ministro Gilberto Kassab (Cidades), para reivindicar a presidência estadual da sigla. Hoje, o partido é comandado pelo secretário da Casa Civil, Eduardo Sciarra, que não quer largar o osso.

Além disso, os remanescentes do PSD temem o rumo que Ratinho Júnior tomará nas eleições de 2016 – um deles, transformar a legenda em linha auxiliar do governador Beto Richa (PSDB) na eleição de Curitiba.

Para complicar o “jogo do bicho”, há quem proclame que Ratinho Junior, por conta de Kassab, passe defender a presidente Dilma Rousseff. O PSD é da base de sustentação do governo federal no Congresso.

Também bateu na trave a transferência do deputado Fernando Francischini do SD para o PSC, pois, bem no dia que sacramentaria a migração saiu reportagem na IstoÉ apontando-o como cobrador de “pedágio” para não convocar à CPI da Petrobras.

Pastor Everaldo, o presidente nacional do PSC, antigo partido de Ratinho e novo de Bolsonaro, puxou o freio de mão. Deixou Batman na saudade.

7 de Março de 2016
por esmael
10 Comentários

Requião propõe votação nominal na convenção nacional do PMDB

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) levará à convenção nacional neste sábado (12), em Brasília, a proposta de votação nominal para a escolha dos novos integrantes do partido.

O senador paranaense esteve no último sábado (5) no encontro regional do PMDB Sul — Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul — onde defendeu a permanência do vice-presidente da República, Michel Temer, à frente da legenda.

Entretanto, Requião  disse discordar de um “prato feito” para escolha do novo diretório. “Não concordaremos com um acordo entre alguns iluminados. Queremos que a base do partido escolha sua direção nacional”, voltou a propor nesta segunda-feira (7) em Curitiba.

Na carta de Porto Alegre, aprovada no encontro sulista, dirigentes propõe que o PMDB “se afaste dessa desastrosa condução do país e atue de forma independente do governo federal”.

“Temos que desembarcar do governo e construir a unidade em torno do vice-presidente Michel Temer e da direção nacional do partido para socorrer o Brasil e ajudá-lo a sair do precipício onde se encontra”, afirma um trecho da “Carta do Sul”.

“Para deixar o governo, basta o Temer renunciar a vice”, sugeriu o senador do Paraná.

O senador Roberto Requião foi vaiado no encontro peemedebista ao se posicionar contra a condução coercitiva do ex-presidente Lula, na sexta (4). “Como advogado garantista não posso concordar que alguém seja preso ou conduzido coercitivamente sem a intimação”, discursou sob apupos da plateia majoritariamente gaúcha.

No sábado, pelo Twitter, Requião classificou a condução coercitiva de Lula como “sequestro”.

Assista ao vídeo o vídeo do encontro do PMDB SUL:

7 de Março de 2016
por esmael
7 Comentários

Trabalhadores do Brasil se preparam para barrar golpe jurídico-midiático

O frustrado golpe jurídico-midiático expresso no sequestro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sexta-feira (4), deixou evidente a importância estratégica de sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais para barrar retrocessos democráticos no país.

Os trabalhadores foram os primeiros a se mobilizarem contra a parceira Moro-Globo em São Bernardo do Campo, São Paulo e demais capitais e cidades brasileiras. Até os cães de guarda da velha mídia se surpreenderam com a rápida resposta, nas ruas, da companheirada do ex-presidente.

A partir dessa tentativa de golpe, o movimento sindical deve refletir agora: ‘se está ruim com o governo Dilma, pode piorar muito mais ainda num golpe jurídico-midiático no país’.

O desafio, portanto, é utilizar essa energia aflorada para inverter a pauta conservadora no Congresso em relação à economia e à política. Há uma agenda de mobilizações sendo gestada pela Frente Brasil Popular (FBP), que deve sacudir o país inteiro.

Os representantes dos trabalhadores vão cristalizando a consciência de que vivem sob indisfarçável censura dos monopólios de comunicação quando o assunto é “direitos sociais”. Os barões da velha mídia sempre se perfilarão ao lado do poder econômico para subjulgar a classe laboral, sobretudo politicamente.

A tarefa posta aos trabalhadores brasileiros é muito mais do que defender a democracia, a legalidade, e as conquistas sociais: apresentar um novo projeto de desenvolvimento nacional que contemple o povo e garanta a paz.

Dilma criticou neste sábado o “espetáculo” da operação da 24ª fase da Lava Jato ao afirmar que Lula é muito importante para o país e para os trabalhadores. Ela tem razão, pois a barbeiragem do juiz Sérgio Moro — e da aliada Globo — enseja um “cavalo de pau” nesse status quo.

7 de Março de 2016
por esmael
8 Comentários

‘Objetivo da Lava Jato é político: tirar Lula da disputa de 2018’, revela Folha

do Brasil 247

Integrantes da força-tarefa do Ministério Público Federal já consideram a possibilidade de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja alvo de uma ação civil de improbidade administrativa, que pode tirá-lo do jogo político de 2018.

Na Lava Jato, já estão em curso cinco ações de improbidade com pedidos de decretação de inelegibilidade por até dez anos contra acusados, segundo reportagem de Bela Megale e Flavio Ferreira.

Lula pode ser acusado caso fique comprovado que empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras pagaram custos de obras do sítio frequentado por ele em Atibaia (SP) no final de 2010, quando ainda era presidente.

Em petição ao Supremo Tribunal Federal, os advogados do ex-presidente alegaram que ele só soube da aquisição do imóvel em janeiro de 2011.

Dirigentes do PT e a própria presidente Dilma Rousseff tem declarado que o verdadeiro objetivo da ‘caçada’ a Lula é impedir sua candidatura. Após ação da PF nesta sexta-feira, com mandado de condução coercitiva pedido pelo juiz Sérgio Moro, ex-presidente disse em coletiva que “não vai baixar a cabeça” e que, a partir da semana que vem, está disposto a discursar pelo país: “O que fizeram com esse ato hoje foi fazer com que, a partir da semana que vem, me convidem, que eu estarei disposto a andar esse país”(leia aqui).

6 de Março de 2016
por esmael
15 Comentários

Blogs livres realizam ato em São Paulo contra a “Vaza Jato” e putaria da Globo

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (Sindijor-SP) será palco nesta segunda-feira, dia 7, de um ato de blogs livres a favor da liberdade de expressão e contra a “Vaza Jato” do juiz Sérgio Moro.

O Blog do Esmael vai transmitir o evento ao vivo para o Brasil e o mundo a partir das 19 horas.

O encontro de amanhã à noite reunirá jornalistas, blogueiros, artistas, intelectuais, partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade civil.

Dentre os convidados estão: Roberto Requião (PMDB-PR); Jandira Feghali (PCdoB-RJ); Paulo Pimenta (PT-RS); Camila Marques (Artigo 19); Rosane Bertotti (FNDC); Celso Schröder (Fenaj); e Lindbergh Farias (PT-RJ).

O objetivo original do ato era a defesa da liberdade de expressão e contra a tentativa da Rede Globo de censurar blogs e mídias alternativas, mas deverá ser encorpado devido ao sequestro de Lula e à tentativa de golpe jurídico-midiático na última sexta-feira (4).

No entendimento dos participantes, a ação do magistrado converteu-se em perigo ao Estado Democrático de Direito ao permitir o sequestro do ex-presidente Lula e se aliar à Globo pelo golpe que visa destituir a presidente Dilma Rousseff.

Também será objeto de debate a denúncia de que o blogueiro Eduardo Guimarães, titular do Blog da Cidadania, de São Paulo, apontado pela Globo como “responsável” pelo vazamento da 24ª fase da operação “Vaza Jato”.

Até dona Ciroba sabe que a turma da “Vaza Jato” trabalha em parceria com os barões da velha mídia, isto é, com os donos da Globo, Veja, IstoÉ, Estadão, Folha, etc. Prova disso é que esses veículos de comunicação chegam na ocorrência antes mesmo que os policiais.

Resumo da ópera: A Globo está de putaria em cima do Edu.

A seguir, leia matéria do jornalista Rodrigo Viana (Escrevinhador):

DEPOIS DO SEQUESTRO DE LULA, LAVA-JATO E GLOBO AGORA USAM “VAZAMENTOS” PARA ATACAR BLOGUEIROS E ATINGIR INSTITUTO

Sonho da família Marinho é colocar a PF pra perseguir blogueiros. Estão preparando novo ataque. Moro e Lava-Jato viraram partido conser

6 de Março de 2016
por esmael
22 Comentários

#OcupaRedeEsgoto: povo protesta em frente a Globo, patrocinadora do golpe

do Brasil 247

Centenas de pessoas se aglomeram diante da sede da Globo, no Rio de Janeiro, neste domingo. Os manifestantes expressam sua revolta contra a campanha de ódio movida pela emissora dos Marinho contra o ex-presidente Lula, reconhecido pela população como o melhor presidente da história.

Num dos cartazes, manifestante pede para ser levada para o triplex em Paraty, utilizado pela família Marinho, mas registrado em nome de uma empresa offshore no Panamá.

Globo tenta impor seu golpe branco, prendendo Lula e derrubando a presidente Dilma Rousseff, mas não contava com a reação popular.

Colunistas do jornal O Globo já pedem ajuda dos militares para conter a desordem que ela própria criou (leia mais aqui).

5 de Março de 2016
por esmael
3 Comentários

Dilma: tentativa de “impeachment cautelar” para impedir Lula em 2018

A presidente Dilma Rousseff disse neste sábado (5) que seu antecessor, Lula, foi vítima de tentativa de “impeachment cautelar” visando impedi-lo de disputar as eleições de 2018.

Dilma realizou visita de solidariedade ao ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo, onde permaneceu uma hora na casa dele.

A residência de Lula ficou durante o dia sob vigília de militantes do PT, que também foram desagravá-lo pela condução coercitiva à Polícia Federal, no aeroporto de Congonhas.

Para muitos juristas, o ex-presidente foi vítima de um sequestro.

O juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, pretendia encaminhar Lula para Curitiba, mas recuou diante das manifestações em todo o país.

No próximo dia 13 de março, defensores da legalidade e adeptos da parceria Moro-Globo prometem disputar as ruas.

5 de Março de 2016
por esmael
92 Comentários

O plano era levar Lula para Curitiba

O sequestro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizado ontem (4), em São Paulo, teve lances cinematográficos e também cenas de comédia pastelão.

Com o objetivo de perpetrar um golpe midiático em conluio com a Globo contra o PT e a presidente Dilma Rousseff, o plano era embarcar Lula “clandestinamente” para Curitiba – a Nova Guantánamo, segundo os juristas.

Não é à toa que o ex-presidente foi levado para o aeroporto de Congonhas, embora a Polícia Federal tenha uma suntuosa sede na Marginal Tietê, que seria de mais difícil acesso a manifestações.

O diabo é que força-tarefa da Lava Jato não contava com dois eventos: 1- a existência de um “maluco” no aeroporto chamado Professor Luizinho, ex-deputado petista, que estava em viagem e iniciou uma confusão sem precedentes quando soube que seu companheiro está detido ali; 2- Lula é um dos maiores líderes mundiais do trabalhismo, o que gerou comoção e solidariedade internacional.

O juiz Sérgio Moro não reuniu todas as condições objetivas e subjetivas para transferir o sequestrado para a capital paranaense, ou seja, “amarelou” diante do quadro que prometia “venezuelizar” o país.
É bom anotar que o advogado do ex-presidente denunciou que não tivera acesso a seu cliente durante boa parte da clausura em Congonhas.

O distinto leitor deve perguntar a seus botões: “mas não havia mandado de prisão contra Lula, portanto como iriam transferi-lo para Guantánamo?”. Ora, mas por que precisaria de um mandado se a operação golpista-midiática fora completamente revestida de ilegalidades?

Até um calouro do curso de Direito sabe que a “condução coercitiva” só é possível diante da recusa do réu ou testemunha após intimação pelo juiz. Não ocorreu. Logo, para quem “faltou” a essa aula, levar Lula para Curitiba seria só um detalhe – se não fosse a sucessão de “cagadas” a frustrar a operação.

O ministro Marco Aurélio Mello arremata a trapalhada de Sérgio Moro: “Só se conduz coercitivamente, ou, como se dizia antigamente, debaixo de vara, o cidadão de resiste e não comparece para depor. E o Lula não foi intimado”.

4 de Março de 2016
por esmael
3 Comentários

Em nota, Dilma condena ‘condução coercitiva’ de Lula

A presidente Dilma Rousseff, em nota,  manifestou nesta sexta-feira (4) seu “inconformismo” com a desnecessária condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para prestar depoimento à Polícia Federal, na 24ª fase da Operação Lava Jato.

“Manifesto meu integral inconformismo com o fato de um ex-presidente da República que, por várias vezes, compareceu voluntariamente para prestar esclarecimentos perante às autoridades competentes, seja agora submetido a uma desnecessária condução coercitiva para prestar um depoimento”, diz um trecho do documento.

A força-tarefa comandada pelo juiz federal Sérgio Moro, ao longo do dia, vem sendo alvo de veementes protestos de amplas e suprapartidárias forças políticas. O senador Roberto Requião (PMDB-PR), por exemplo, classificou como “molecagem” o espetáculo midiático na manhã de hoje.

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, considerou a condução coercitiva de Lula um “sequestro”.

Leia a íntegra da nota divulgada à imprensa:

Em relação às medidas decididas pela Justiça Federal, a pedido do Ministério Púbico, e executadas, no dia de hoje, pela Polícia Federal, declaro que:

1. O cumprimento da Constituição é a única via segura para o bom exercício das funções públicas e o respeito aos direitos individuais. No meu governo, garanti a autonomia dos órgãos responsáveis por investigações de atos de improbidade e de corrupção, mas sempre exigi o respeito à lei e aos direitos de todos os investigados.

2. Nesse momento, na