5 de dezembro de 2013
por esmael
18 Comentários

Dirceu desiste de emprego em hotel após ‘linchamento’ da Globo

do Brasil 247 O advogado José Luis Oliveira Lima, que defende o ex-ministro José Dirceu, anunciou em nota que seu cliente decidiu “abrir mão da oferta de emprego” do hotel Saint Peter, de Brasília. “Trata-se de uma decisão tomada com o objetivo de diminuir o sofrimento dos empresários que lhe fizeram a oferta e das centenas de funcionários que trabalham no grupo”, justifica o advogado, que cita no texto a expressão “linchamento midiático”.

Depois que Dirceu foi contratado pelo hotel, que segundo lembra Oliveira Lima, é “tradicional” na capital, o Jornal Nacional denunciou que a empresa tem como sócio um ‘laranja’, José Eugenio Silva Ritter, que mora num bairro pobre do Panamá. Na avaliação do advogado, o tratamento dado pela mídia à  oferta de emprego, que reforça, “cumpria todas as formalidades exigidas em lei”, “denuncia a intenção de impedir que o ex-ministro trabalhe”.

A nota diz ainda que José Dirceu agradece a boa vontade dos proprietários do hotel por terem lhe contratado, mas que “não considera justo que outras pessoas (…) estejam obrigadas a partilhar da sanha persecutória que se abate contra ele”. Mais cedo, num texto publicado no blog de Dirceu, o advogado havia questionado: “por que 400 pessoas podem trabalhar no hotel e o ex-ministro não?”. E lembra que a constituição societária da empresa não diz respeito a Dirceu !“ e nem a seus 400 funcionários.

Leia aqui o texto publicado mais cedo no blog e abaixo a íntegra da nota de seu advogado.

4 de dezembro de 2013
por esmael
16 Comentários

Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, marca posição contra Dirceu trabalhar

do Brasil 247 Crescem as dificuldades para o ex-presidente do PT José Dirceu conseguir seu intento de trabalhar enquanto cumpre sua pena de sete anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto. Falando a jornalistas em Brasília, no início da tarde desta quarta-feira 4, o ministro do STF Marco Aurélio Mello manifestou ser contrário à  concessão do direito de trabalhar para Dirceu.

– Como cidadão, eu não vejo com bons olhos, disse Mello, integrante do plenário do STF e presidente do TSE. Todos devemos contas à  sociedade e cada qual adota a postura que entender conveniente.

Para o juiz, apesar de estar condenado à  prisão em regime semiaberto, Dirceu pode ser vítima da “confusão” que, de acordo com o magistrado, cerca este tipo de cumprimento de pena.

– No regime aberto há o direito do reeducando no sentido de trabalhar durante o dia e pernoitar a noite. No regime semiaberto as saídas dependem de autorização e não podem ser saídas continuadas de forma linear.

No momento, José Dirceu, na prática, cumpre pena em regime fechado no Complexo da Papuda, em Brasília. Desde que deu entrada no presídio, ele não saiu nenhuma vez. Dirceu conseguiu um convite para trabalhar no Hotel Saint Peter, na capital federal, mas, de acordo com Mello, formalmente nenhuma solicitação nesse sentido chegou ao STF. A corte só poderá se manifestar caso seja “provocada”, completou o juiz.

Na terça-feira 3, o Jornal Nacional, da Rede Globo, veiculou informação de que o Saint Peter pertenceria a um laranja com residência no Panamá, lançando a suspeita de que Dirceu estaria por detrás da venda do hotel pelo falecido empresário Sérgio Naya.

Mello não mostrou contrariedade, no entanto, com o sistema de aplicação de penas por parte do presidente do STF, Joaquim Barbosa. Entre os políticos condenados na AP 470, Barbosa expediu decretos de prisão, até agora, somente contra petistas.

– Os atos são praticados de forma homeopática, justificou Mello.

27 de novembro de 2013
por esmael
8 Comentários

Deu na “Gazeta do Polvo”: Gerentes de hotéis em Foz querem equiparação salarial com José Dirceu

Jornalista Rogério Bonato, parceiro deste blog no Caderno Foz, lançou nesta quarta (27) a "Gazeta do Polvo", que se anuncia como "os tentáculos da informação" no Paraná; em seu primeiro dia, com tiradas de humor, o iguaçuense diz que gerentes de hotéis na tríplice fronteira, o terceiro maior polo hoteleiro do país, querem equiparação salarial com José Dirceu (R$ 20 mil).

Jornalista Rogério Bonato, parceiro deste blog no Caderno Foz, lançou nesta quarta (27) a “Gazeta do Polvo”, que se anuncia como “os tentáculos da informação” no Paraná; em seu primeiro dia, com tiradas de humor, o iguaçuense diz que gerentes de hotéis na tríplice fronteira, o terceiro maior polo hoteleiro do país, querem equiparação salarial com José Dirceu (R$ 20 mil).

O jornalista Rogério Bonato, parceiro deste blogueiro no Caderno Foz do Iguaçu, inaugurou hoje novo projeto editorial: a “Gazeta do Polvo” – Os tentáculos da informação. Além da notícia, o iguaçuense pretende trazer muito humor à  política (se for possível). Leia mais