18 de agosto de 2014
por esmael
35 Comentários

Michel Temer reconhece dissolução da executiva do PMDB do Paraná

O vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, nesta segunda-feira (18), em despacho oficial, reconheceu a nova direção do PMDB do Paraná encabeçada pelo ex-deputado Rodrigo Rocha Loures.

No documento, que será enviado à  Justiça Eleitoral e Comum, Temer também reconhece a dissolução do antigo comando do partido que foi destituído na última sexta-feira (15) pelo senador Roberto Requião (clique aqui).

Com a decisão de Temer, caduca a reintegração de posse! concedida hoje pelo juiz de plantão do juiz José Eduardo de Mello Salmão Leitão ao ex-secretário-geral da sigla, Orlando Pessuti.

Nas próximas horas vamos retomar a sede da [Rua] Vicente Machado!, avisa Rocha Loures.

A nova executiva peemedebista tem Rocha Loures na presidência e Sérgio Ricci na Secretaria Geral. Os deputados Nereu Moura e Luiz Cláudio Romanelli ocupam a 1!ª e 2!ª vices, respectivamente. João Arruda, Waldyr Pugleisi, Caito Quintana, Jonas Guimarães, Anibelli Neto, Ademir Bier e Luiz Eduardo Cheia completam o time dos parlamentares.

Completam a executiva reconhecida pela direção nacional: Sérgio Ricci, novo secretário-geral; o ex-senador Sérgio Souza; Requião Filho e Enerson Antoniolli.

Abaixo, leia a íntegra do documento emitido por Temer:

15 de agosto de 2014
por esmael
66 Comentários

Requião destitui Serraglio e Pessuti. Rocha Loures assume o PMDB

Requião destituiu nesta sexta-feira (15) a executiva estadual do PMDB, que agora é presidida pelo ex-deputado presidida Rodrigo Rocha Loures; a secretaria geral do partido, que era pilotada pelo ex-governador Orlando Pessuti, passou ás mãos de Sérgio Ricci; o ex-presidente da agremiação, deputado federal Osmar Serraglio, foi acusado de fazer corpo mole! acerca da candidatura própria do partido aprovada em convenção estadual. Serraglio sonhava ser vice na chapa do governador Beto Richa; Pessuti havia declarado apoio ao tucano em detrimento da candidatura própria.

Requião destituiu nesta sexta-feira (15) a executiva estadual do PMDB, que agora é presidida pelo ex-deputado presidida Rodrigo Rocha Loures; a secretaria geral do partido, que era pilotada pelo ex-governador Orlando Pessuti, passou ás mãos de Sérgio Ricci; o ex-presidente da agremiação, deputado federal Osmar Serraglio, foi acusado de fazer corpo mole! acerca da candidatura própria do partido aprovada em convenção estadual. Serraglio sonhava ser vice na chapa do governador Beto Richa; Pessuti havia declarado apoio ao tucano em detrimento da candidatura própria.

O senador Roberto Requião (PMDB), embalado pela pesquisa Datafolha, que o coloca em empate técnico na corrida pelo governo do Paraná, na tarde desta sexta-feira (15), liderou pessoalmente a retomada da direção executiva do partido. Ele e a maioria do diretório estadual realizam uma reunião em frente à  sede da agremiação, no Centro de Curitiba, porque ainda não tem as chaves do prédio. Leia mais

14 de agosto de 2014
por esmael
29 Comentários

Veja essa: Para ficar no cargo, Serraglio decreta luto oficial! no PMDB pela morte de Campos

Deputado Osmar Serraglio se agarra ao cadáver! do presidenciável Eduardo Campos para se segurar na presidência do PMDB do Paraná; parlamentar decretou hoje "luto de três dias" com objetivo de manter fechada a sede da agremiação, em Curitiba, na tentativa de adiar reunião convocada amanhã (15), à s 14 horas, para dissolver a executiva; tropa de Requião avisa que o encontro vai ocorrer de qualquer jeito, até na rua, pois já teria a maioria das assinaturas necessárias para fazer a troca do comando no partido; Serraglio e outros membros da executiva que ainda flertam com o tucano Beto Richa, mesmo depois de derrotados na convenção peemedebista.

Deputado Osmar Serraglio se agarra ao cadáver! do presidenciável Eduardo Campos para se segurar na presidência do PMDB do Paraná; parlamentar decretou hoje “luto de três dias” com objetivo de manter fechada a sede da agremiação, em Curitiba, na tentativa de adiar reunião convocada amanhã (15), à s 14 horas, para dissolver a executiva; tropa de Requião avisa que o encontro vai ocorrer de qualquer jeito, até na rua, pois já teria a maioria das assinaturas necessárias para fazer a troca do comando no partido; Serraglio e outros membros da executiva que ainda flertam com o tucano Beto Richa, mesmo depois de derrotados na convenção peemedebista.

O presidente do PMDB do Paraná, deputado Osmar Serraglio, na marca do pênalti, decretou! hoje na sigla que dirige luto de três dias pela morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB). O ex-governador pernambucano vai ser enterrado neste domingo (17) em Recife. Leia mais