2 de janeiro de 2017
por Esmael Morais
6 Comentários

Greca leva o primeiro tombo de Richa

Não foi por falta de aviso. O recém-empossado prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) levou o primeiro calote do governador Beto Richa (PSDB), pois não cumpriu a promessa de reintegrar o transporte coletivo na capital já no primeiro dia de gestão do neoaliado. Leia mais

23 de novembro de 2016
por Esmael Morais
19 Comentários

Greca deverá ser vítima de calote de Richa já no 1° dia de gestão

richa_calote_ritDiretores da COMEC, órgão do governo do Paraná que gerencia (?) o transporte coletivo na região metropolitana de Curitiba, têm desmentido o chefe, o governador Beto Richa (PSDB), dizendo ser “impossível” reintegrar o transporte coletivo em 1º de janeiro de 2017 como prometeu o tucano. Leia mais

16 de junho de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Greve dos ônibus deixará segunda-feira 2 milhões a pé em Curitiba

sindimocOs motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba e Região Metropolitana decidiram na madrugada de hoje (16) iniciar uma greve por tempo indeterminado, a partir da próxima segunda-feira (21), para protestar contra a perseguição das empresas contra os dirigentes sindicais.

Segundo o presidente do sindicato da categoria, o Sindimoc, Anderson Teixeira, os dirigentes sindicais estão sendo sistematicamente demitidos, especialmente depois das mobilizações do início deste ano. Foram demitidos oito diretores do sindicato; destes, somente três foram reintegrados ao trabalho.

Além das demissões, o Sindimoc denuncia a cobrança ilegal de multas por atraso dos ônibus, que são descontadas dos salários dos motoristas, e assédio moral para que os trabalhadores não denunciem as práticas abusivas ao sindicato. Leia mais

21 de abril de 2015
por Esmael Morais
30 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: “Transporte metropolitano só voltará ser integrado com renúncia do prefeito Fruet”

marcelo_rit_ratinho_fruetMarcelo Araújo* ... 

Leia mais

16 de abril de 2015
por Esmael Morais
23 Comentários

Prefeituras de Araucária e Curitiba dão “chapéu” na inoperância de Ratinho Jr

Rossoni_richa_ratinho_fruetA novela do transporte público da Região Metropolitana de Curitiba tem um novo episódio e, tudo indica, traz um final menos infeliz para os usuários. Após o revolta de passageiros ocorrida no Terminal Vila Angélica, em Araucária, que teve a Polícia usando bombas e balas de borracha para conter os usuários do sistema, as prefeituras de Curitiba e Araucária vão tentar reintegrar o sistema de ônibus sem a participação do governo Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

13 de abril de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Revoltados com preço do ônibus, moradores de Araucária são dispersados a bombas e balas de borracha; assista ao vídeo

Em sua coluna no Blog do Esmael, senadora Gleisi Hoffmann culpou hoje o governador Beto Richa (PSDB) pela desintegração do transporte coletivo e pelas tarifas de ônibus mais caras na região metropolitana de Curitiba; "E depois da eleição mudou o discurso, dizendo não ser correto que o Estado se responsabilize por despesas dos municípios", registrou a colunista no momento em que moradores de Araucária se revoltavam com a situação; abaixo, assista ao vídeo.

Em sua coluna no Blog do Esmael, senadora Gleisi Hoffmann culpou hoje o governador Beto Richa (PSDB) pela desintegração do transporte coletivo e pelas tarifas de ônibus mais caras na região metropolitana de Curitiba; “E depois da eleição mudou o discurso, dizendo não ser correto que o Estado se responsabilize por despesas dos municípios”, registrou a colunista no momento em que moradores de Araucária se revoltavam com a situação; abaixo, assista ao vídeo.

A manhã desta segunda-feira (13) foi de muita confusão no Terminal Vila Angélica, no município de Araucária. A tropa de choque da PM e da guarda municipal intervieram com bombas e tiros com balas de borracha para dispersar os revoltosos que protestavam contra o preço da tarifa do ônibus e a péssima qualidade do transporte público. ... 

Leia mais

5 de agosto de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Novo presidente da Comec mais perdido que surdo em bingo

Pegou mal. Em audiência realizada ontem (4) sobre transporte coletivo no município de Tijucas do Sul, o novo presidente da Comec (Coordenação da Região Metropolitana), Luis Alberto Alves, recém-nomeado pelo governador Beto Richa (PSDB), deixou o público presente decepcionado. O evento tinha como intuito discutir novas soluções para a melhoria do transporte público na região, principalmente, no que diz respeito ao valor da tarifa. Hoje, o tijucano paga R$ 15,00 na passagem de ônibus para ir à  Curitiba.

O valor que tem deixado a comunidade desesperada. Pois bem, para esclarecer esta história e tentar solucionar, nada melhor que o presidente da Comec.

Primeiro, Alves chegou aproximadamente uma hora atrasado e assim que começou a falar já causou alguns espantos por parte das pessoas ali presentes. O escolhido do governador disse que não sabia o que poderia fazer. Não soube responder de quem é a responsabilidade em cobrar uma nova licitação das linhas metropolitanas (sendo que quem administra o transporte coletivo na RMC é a Comec).

Também errou feio no posicionamento de Tijucas do Sul no IDH !“ àndice de Desenvolvimento Humano. Repetiu por três vezes que Tijucas possui o 18!º IDH do Estado, sendo que atualmente ocupa a triste colocação número 277.

O presidente da Comec chegou a falar até do caso do tigre de Cascavel, mas em nenhum momento conseguiu explicar porque uma família de quatro pessoas que vive em Tijucas do Sul gasta R$ 120,00 de passagem para ir até a capital um percurso de menos 50 quilômetros.

Logo que fez sua catastrófica explanação, Luis Alberto Alves pediu pra sair! da reunião e deixou a Audiência rolar! no salão da igreja de Tijucas.

Para o presidente da Câmara Municipal, Claudemir Machado (PT), a atitude do representante maior do transporte foi lamentável. Um tema desta magnitude, que desperta a atenção da comunidade local ser tratada com tanta displicência é complicado!, disse após o término da sessão.

A Audiência Pública sobre o transporte coletivo foi realizada por iniciativa dos vereadores. Fizeram parte das discussões o prefeito de Pinhais e presidente da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba) Luizão Goulart (PT), o deputado estadual Toninho Wandscheer (PT), o prefeito anfitrião Altair Gringo (PP) e os representantes da Concessionária Litoral Sul, Prefeitura de Curitiba e Prefeitura de São José dos Pinhais.

Leia mais

27 de junho de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Nova greve de ônibus desafia prefeito Gustavo Fruet em Curitiba

Motoristas e cobradores ligados ao Sindimoc desafiam o prefeito Gustavo Fruet em Curitiba; pela segunda vez, neste ano, a categoria cruzou os braços para exigir melhores condições de trabalho e reajuste nos salários; nesta sexta (27), cerca 2 dois milhões de usuários do sistema público de transporte ficaram a pé na capital e região metropolitana.

Motoristas e cobradores ligados ao Sindimoc desafiam o prefeito Gustavo Fruet em Curitiba; pela segunda vez, neste ano, a categoria cruzou os braços para exigir melhores condições de trabalho e reajuste nos salários; nesta sexta (27), cerca 2 dois milhões de usuários do sistema público de transporte ficaram a pé na capital e região metropolitana.

A capital paranaense amanheceu sem ônibus em virtude de uma greve de motoristas e cobradores. Cerca de 2 milhões de usuários ficaram sem opção de locomoção. O movimento paredista desafia o prefeito Gustavo Fruet pela segunda vez, haja vista que em fevereiro a categoria já havia cruzado os braços. ... 

Leia mais

11 de março de 2014
por Esmael Morais
18 Comentários

Ratinho Jr ‘não dá conta do recado’ na Comec, dizem prefeitos

Pela enésima vez, os prefeitos vinculados à  Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) voltaram se reunir ontem (10) para encontrar uma solução para o transporte nas 13 cidades que compõem a Rede Integrada de Transporte (RIT). Ninguém quer gerenciar “de fato” as linhas de ônibus metropolitanas. Nem o governo estadual, nem a prefeitura da capital.

Sob a batuta do maestro Luizão Goulart (PT), prefeito de Pinhais e presidente da Assomec, sobrou críticas à  Coordenação da Região Metropolitana (Comec). O órgão está sob as asas do secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Júnior (PSC), que não compareceu ao encontro. No seu lugar esteve o chefe da Casa Civil, Reinold Stephanes (PSD), que nada decidiu.

Prefeitos saíram da reunião de ontem com a sensação que uma solução só será encontrada quando o Saci-Pererê cruzar as pernas ou o sargento Garcia prender o Zorro. Ninguém quer ficar com o ônus da região metropolitana, mas todos querem o bônus do mercado consumidor e a mão de obra — de preferência barata — encontrada em abundância nesses municípios.

Ao blog, com sua simplicidade típica, um dos prefeitos que participou da reunião na Comec deu sua impressão sobre o impasse: o secretário Ratinho Júnior não consegue dar conta do recado.

Antes do feriadão de Carnaval, prefeitos da mesma Assomec questionaram a competência de gestão de Ratinho (clique aqui). Em nota oficial, a entidade colocou “panos quentes” no assunto (relembre aqui).

Segundo o presidente da Assomec e prefeito de Pinhais, Luizão Goulart é necessário que a Comec assuma definitivamente o gerenciamento do transporte coletivo da Região Metropolitana.

O governo do estado criou o subsídio e tem a legitimidade de gerenciar o transporte, não podemos ficar neste “empurra, empurra” entre URBS e Comec, pois a cada inicio de ano vivemos uma grande “novela” na RMC!, ponderou.

Para os prefeitos o que falta principalmente é informação. Segundo o prefeito de Itaperuçu, Neneu Artigas (PDT), os prefeitos ficam de mãos atadas! e mesmo assim depois correm o risco de serem responsabilizados pela falta de ações efetivas no que se refere ao transporte coletivo.

Em nossa região, por exemplo, existe um grande monopólio, já que há mais de 20 anos as mesmas empresas administram o transporte e nós não podemos nem questionar!, salientou.

Durante a reunião o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) mostrou-se a favor dos municípios e da integração com a região metropolitana, no entanto, alertou mais uma vez que a capital não pode continuar arcando com as despesas sem que haja ajuste na tarifa.

à‰ necessário pensar o mais rápido possível em um novo modelo de governança para o transporte, pois não é possível que Curitiba continue assumindo o gerenciamento das linhas metropolitanas após uma série de acréscimos na tarifa técnica, sendo que o subsídio do governo estadual continua o mesmo do ano passado!, defendeu.

Representando o governador Beto Richa (PSDB) durante a reunião, Reinhold Stephanes admitiu falta de planejamento nos últimos anos para que novas alternativas para o transporte coletivo na RMC fossem implantadas com êxito.

Reconhecemos que o governo estadual tem responsabilidade em resolver este problema, assim como os municípios também tem a responsabilidade de cobrar e ajudar a encontrar so Leia mais

27 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
18 Comentários

Prefeitos da região metropolitana de Curitiba questionam capacidade de gestão de Ratinho Júnior

Quando aceitou a proposta do governador Beto Richa (PSDB) para assumir a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Júnior (PSC), recém-derrotado nas urnas, em 2012, pensou na experiência administrativa que ganharia. Algo que lhe faltou na disputa com o também neófito Gustavo Fruet (PDT). A imagem de bom gestor vinha sem cultivada com muito esmero para a revanche do secretário em 2016. Vinha, pelos motivos que apresento abaixo.

Na primeira reunião realizada pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) o assunto principal não poderia ser outro: transporte coletivo. Coincidentemente no mesmo dia em que uma grande paralisação pegou de surpresa milhares de usuários da Rede Integrada de Transporte, prefeitos e demais representantes de diversos municípios da RMC se reuniram na noite desta quarta-feira (26) na cidade de Araucária.

O presidente da Assomec e prefeito de Pinhais, Luizão Goulart classifica como caótico! o momento que vive os municípios metropolitanos.

Precisamos de soluções efetivas, mais transparência, maior participação nas decisões, novas licitações!, comentou. Para o prefeito é lamentável ver milhares de trabalhadores sendo lesados devido ao impasse que afeta o transporte.

Hoje, infelizmente, ficamos de mãos atadas esperando um posicionamento por parte da Comec e Urbs, precisamos de maior autonomia para tomar decisões em relação ao transporte em nossos municípios”, completou.

Já o prefeito de Balsa Nova, Luis Claudio Costa desabafou: Não consigo entender o porquê que nós municípios não podemos implantar uma nova linha de ônibus, não podemos tomar decisões. Quem administra isso? Qual o interesse da Comec? Será que é para encher os bolsos dos empresários do transporte?!, questionou Luis Claudio.

A dificuldade dos municípios em atender a população no que diz respeito ao transporte coletivo retrata bem o momento que vive a cidade da Lapa. Segundo a prefeita Leila Klenk, diversas tentativas foram feitas para que novas linhas fossem implantadas pa Leia mais

20 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Guerra da catraca: Fruet enfrentará greve no transporte coletivo de Curitiba na semana que vem

Empresários do setor de transporte, cujo faturamento anual supera os R$ 100 milhões, propõem aumento na tarifa de ônibus, que pode subir de R$ 2,70 para R$ 2,80 durante o feriadão de Carnaval; Fruet identificou repasse de R$ 600 mil mensais ao Sindimoc que, de acordo com sua equipe técnica, podem ser cortados da planilha visando baixar a tarifa, conforme determinação do Tribunal de Contas do Estado; nessa guerra das catracas é o povão, que no final, levará mais uma catracada !“ sem dó nem piedade; a máfia do transporte continua numa boa, enchendo as burras como nunca.

Empresários do setor de transporte, cujo faturamento anual supera os R$ 100 milhões, propõem aumento na tarifa de ônibus, que pode subir de R$ 2,70 para R$ 2,80 durante o feriadão de Carnaval; Fruet identificou repasse de R$ 600 mil mensais ao Sindimoc que, de acordo com sua equipe técnica, podem ser cortados da planilha visando baixar a tarifa, conforme determinação do Tribunal de Contas do Estado; nessa guerra das catracas é o povão, que no final, levará mais uma catracada !“ sem dó nem piedade; a máfia do transporte continua numa boa, enchendo as burras como nunca.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), poderá enfrentar a primeira greve de motoristas e cobradores a partir de segunda-feira (24).  ... 

Leia mais