26 de junho de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Prefeito de Pato Branco jura que não é “fantasma” no governo Richa

Zucchi_TransparenciaO prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi (PDT), em contato com o Blog do Esmael, nesta sexta-feira (26), jurou que não é “fantasma” no governo Beto Richa (PSDB). Ele disse que a conta-salário no Banco do Brasil, na qual recebia o pagamento do ADAPAR, está inativa há mais de 20 anos. “Só tenho conta corrente no banco Itaú”, informou. ... 

Leia mais

26 de junho de 2015
por Esmael Morais
35 Comentários

Portal Transparência: Prefeito aliado de Beto Richa é “funcionário fantasma” do governo do Paraná

O feitiço virou contra o feiticeiro.

Ao longo do mês, o governador Beto Richa (PSDB) utilizou o Portal da Transparência para desmoralizar e combater professores e funcionários públicos. O tucano acusara os servidores de ganhar mais que prefeitos do interior, o que obviamente era uma falsidade solenemente desmentida pelo Blog do Esmael e pela APP-Sindicato. Para corroborar a tese mentirosa do tucano, ontem (25) o portal G1 (clique aqui) divulgou levantamento no qual o Paraná aparece entre os últimos estados no ranking do salário-base.

Dito isto, voltemos à bruxaria do Palácio Iguaçu.

A ONG “Vigilantes da Gestão” levou a cabo o ditado popular “quem com ferro fere com ferro será ferido”. Ou seja, usou o mesmo Portal da Transparência, outrora ferramenta de combate contra os educadores, para levantar a situação do prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi (PDT), aliado de primeira hora do governador Beto Richa.

A ONG acusa o prefeito patobranquense de ser “funcionário fantasma” no governo do estado. Ex-deputado estadual, o engenheiro agrônomo Zucchi, o Zuquinho, conforme o Portal Transparência, está lotado na ADAPAR (Agencia de Defesa Agropecuária do Paraná) onde recebe mensalmente R$ 8.730,43, acumulando com os vencimentos de R$ 20.425,17 na Prefeitura do Município de Pato Branco.

Pela lei, o prefeito não poderia acumular os dois salários. Ele poderia optar apenas por um deles, geralmente, pelo de maior valor.

O vereador Gilson Feitosa (PT), ao Blog do Esmael, conta que procurou a direção da ADAPAR para tomar mais informações sobre a situação funcional do prefeito. O órgão alegou ter havido um “equívoco” no cadastramento do servidor Augustinho Zucchi. “Ora, por que só os amigos do governador Beto Richa são beneficiados até pelos equívocos?”, questiona o parlamentar em tom de ironia.

Feitosa adiantou que denunciará o “prefeito fantasma” ao Ministério Público. Além disso, repassou o caso para o deputado Professor Lemos (PT) que deverá solicitar, na semana que vem, a relação de todos os servidores e contracheques da ADAPAR retroativos a janeiro de 2013.

Essa história do “prefeito fantasma” se soma às outras de conhecimento de todos os paranaenses, como o da “sogra fantasma” e do “primo fantasma” – o indefectível Luiz Abi Antoun. Tudo gentes do governador Beto Richa. Que horror! Que feio!

Abaixo, veja os documentos sobre a situação funcional do prefeito Augustinho Zucchi:

Folha de pagamento da ADAPAR maio/2015:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/06/20175631/situacao_funcional_zucchi.pdf

Declaração da ADAPAR:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/06/20175641/declaracao_adapar.pdf

Leia mais