Requião define Bolsonaro, aliado de Ratinho, como “semi-idiota”

O ex-senador Roberto Requião, pré-candidato do PT ao governo do Paraná, pelo Twitter, classificou como “semi-idiota” o presidente cessante Jair Bolsonaro (PL) pelo desastre na economia brasileira.

Segundo Requião, o aliado político do governador cessante do Paraná, Ratinho Junior (PSD), é semi-idiota pela combinação da boçalidade com o liberalismo.

– O boçalnarismo é simbiose entre o liberalismo e um líder semi-idiota no poder. É ausência do amor, da identidade com o povo e da fraternidade – explicou o pré-candidato ao Palácio Iguaçu.

Nesta quarta-feira (01/06), Bolsonaro foi avisado para não se preocupar caso sua orelha começar a esquentar. É que Requião participará de um comício em Porto Alegre a convite do ex-presidente Lula, líder nas pesquisas de intenção de votos. Aliás, segundo o Datafolha, o petista virou em cima de Bolsonaro na região Sul.

Lula disse que Requião o inspira na defesa do projeto de desenvolvimento econômico – de pleno emprego e consumo das famílias – e na defesa da soberania nacional.

Nas últimas horas, o ex-senador elevou o tom contra os preços de tarifas administradas pelo poder público, tais como água, luz, pedágio, combustíveis. “São aumentos imorais e ilegais”, disse.

– Ratinho e Bolsonaro não sabem nada de economia. [Eles] Estão a serviço de um projeto de liberalismo econômico, onde os ricos ficam mais ricos e os pobres se ferram – disse. “Vamos mudar o jogo?”, convocou Roberto Requião.

O Palácio do Planalto e o Palácio Iguaçu não quiseram comentar as declarações de Requião.

Assista ao vídeo:

Veja também  Quem foi exonerado para concorrer nas eleições de 2022; ministros e secretários