Quanto ganhou Sergio Moro? Quanto ganha o ex-juiz da Lava Jato?

Quanto ganhou Sergio Moro? Quanto ganha o ex-juiz da Lava Jato?

Google News

O suspeito ex-juiz Sergio Moro (Podemos) transformou sua passagem pela firma americana Alvarez & Marshal, na qual foi sócio-diretor, a parte mais obscura na pré-campanha eleitoral deste ano. Ele e a empresa, por exemplo, se recusam a informar quanto ganhou Moro no período.

Durante entrevista no podcast Flow, na noite de segunda-feira (24/01), Sergio Moro deu voltas e não respondeu quanto levou no escritório A & M, com sede nos Estados Unidos. No entanto, o ex-juiz da Lava Jato mostrou que está sendo bem adestrado para a mentira e falsificação da história.

A Odebrecht e outras companhias que foram alvos da finada Operação Lava Jato rendeu cerca de R$ 42 milhões para a firma dos Estados Unidos para quem Moro prestava serviços, antes de se apresentar como candidato ao Palácio do Planalto.

No encontro do Flow, transmitido no Youtube, o ex-juiz Sergio Moro afirmou que privatizaria a Petrobras se fosse eleito presidente da República.

— Sérgio Moro propõe a privatização da PETROBRAS! Então era isto? Não se tratava de combate à corrupção? Entreguismo!–, criticou Roberto Requião (sem partido), pré-candidato ao governo do Paraná.

Para o deputado Glauber Rocha (PSOL-RJ), que se notabilizou por chamar Moro de “juiz ladrão” numa audiência da Câmara, disse que a Lava Jato foi instrumento de legitimação do desmonte da Petrobras.

— Moro acaba de dizer no podcast flow que defende a privatização da Petrobras como pré-candidato a presidente, escreveu na noite de segunda o parlamentar fluminense.

Para Glauber, a defesa da privatização, também fora feita pela lava jato –um instrumento para legitimação da aplicação da agenda ultraliberal de desmonte da estatal petrolífera.

— Depois de 4 horas só não respondeu quanto ganhou da consultoria dos EUA, completou o deputado do PSOL.

Veja também  Gleisi lamenta falta de vacinas no Paraná: 'culpa do Ratinho'

De maneira suprapartidária, deputados e senadores querem instalar uma comissão parlamentar de inquérito no Congresso Nacional para investigar a “bem-sucedida” e curta carreira de advogado de Sergio Moro.