Coordenador da campanha de Lula está com dengue

► Paraná registra mais 11 óbitos por dengue em boletim semanal divulgado nesta terça-feira (24/05)

O deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador da campanha de Lula no Paraná, pegou dengue e está fora de combate há uma semana.

Além de ser o xerife da campanha de Lula no estado, Chiorato também é do Estado-Maior da campanha do ex-senador Roberto Requião, que vai disputar pelo PT o governo do Paraná.

Arilson Chiorato, 44 anos, é presidente do PT no Paraná.

Ao Blog do Esmael, o dirigente petista disse que está convalescendo em Apucarana, Norte do estado, onde reside.

Requião no PT para consertar o Paraná e ajudar Lula consertar o Brasil. Foto: Eduardo Matysiak
Requião no PT para consertar o Paraná e ajudar Lula consertar o Brasil. Foto: Eduardo Matysiak

A dengue pode se assemelhar a uma gripe forte, mas há quadros que podem levar a óbito.

O vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, um mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada acumulada nos quintais e dentro das casas.

Chiorato acredita que foi picado durante andanças pelo Noroeste, na semana passada.

O Paraná enfrenta uma epidemia de dengue.

Há 11.464 novos casos, um aumento de 20,40% em relação aos números do boletim da semana anterior.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o Paraná contabiliza 32 mortes e 171.361 casos notificados, com 67.655 confirmações de dengue.

Como prevenir a dengue

A melhor forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, eliminando água armazenada que podem se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.

Roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia – quando os mosquitos são mais ativos – proporcionam alguma proteção às picadas e podem ser uma das medidas adotadas, principalmente durante surtos.

Veja também  PT planeja criação de 5 mil comitês populares de luta em 2022

Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo.

Mosquiteiros proporcionam boa proteção para aqueles que dormem durante o dia, como bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos.

No momento, só existe uma vacina contra dengue registrada na Anvisa, que esta disponível na rede privada. Ela é usada em 3 doses no intervalo de 1 ano e só deve ser aplicada, segundo o fabricante, a OMS e a ANVISA, em pessoas que já tiveram pelo menos uma infecção por dengue.

Esta vacina não está disponível no SUS, mas o Ministério da Saúde acompanha os estudos de outras vacinas.