Beto Richa no Fantástico

O governo Beto Richa (PSDB), do Paraná, será destaque no próximo domingo (21) no quadro “Cadê o Dinheiro Que Tava Aqui?”, no Fantástico, da Globo.

A bronca tem a ver com o possível uso do porto público em Antonina, Litoral do estado, em desvios de carga e irregularidades levantadas pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

Em virtude de investigações da PF, Richa exonerou há duas semanas o diretor da Administração do Porto de Antonina Luiz Carlos de Souza, o Luiz Polaco, mas, surpreendentemente, o contratou como chefe de seção na diretoria comercial que é conduzida por Lourenço Fregonese.

A reportagem do Fantástico, que esteve na semana passada em Antonina, jura que a denúncia irá ao ar nesse próximo domingo.

O governo tucano, tal qual o peixe, apodreceu pela cabeça. Senão vejamos.

Beto Richa é réu e é investigado em ações penais no STJ acerca da Lava Jato; corrupção na Receita Estadual (Operação Publicano); desvio de verbas da educação (Operação Quadro Negro); corrupção no Porto de Paranaguá (Operação Superagui); etc.

Acerca do porto de Antonina

O porto público de Antonina faz parte do complexo da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, a APPA.

O porto de Antonina fica no município de Antonina, no Litoral, fundado em 1714 (há 303 anos). Fica a 84 km de Curitiba. Possui paisagens bucólicas, pontos turísticos, e excelente gastronomia. A população estimada é de 20 mil habitantes.

Atualização às 18h32.

PS: Anteriormente, esta página havia erroneamente anotado a empresa Terminais Portuários da Ponta do Félix S.A. (TPPF) como parte do complexo da APPA. Ela é uma empresa privada, que nada tem a ver com o porto público de Antonina, este sim pertencente à APPA. Portanto, as nossas escusas à TPPF.

Veja também  Lá na Austrália, Bolsonaro já contou dez mentiras a mais por causa do fuso horário

Comments are closed.