“Aglomerações de Bolsonaro ‘ativam’ os bolsominions nos municípios”, diz prefeito de Guarapuava (PR)

O prefeito de Guarapuava (PR), Celso Góes (Cidadania), disse nesta terça-feira (25/5) que as aglomerações promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro, Brasil afora, têm o condão de “ativar” seus apoiadores nos municípios brasileiros.

“Aglomerações de Bolsonaro ‘ativam’ apoiadores do presidente nos municípios –os bolsominions”, afirmou Góes no programa “Bom Dia Prefeito”, do Blog do Esmael, ao comentar o descumprimento de normas sanitárias pelo presidente da República.

Segundo o prefeito, Guarapuava vive o pior momento desde o início da pandemia e ele acredita que o Brasil não está preparado para a terceira onda da doença que se avizinha. Góes ainda alertou para os problemas respiratórios que surgirão no período de inverno.

Assista ao vídeo

Bioquímico por formação e ex-secretário da Saúde, antes da sua eleição em 2020, Celso Góes disse na entrevista que o município se apoia no tripé: 1- isolamento social, 2- vacinação em massa e 3- auxílio emergencial.

O prefeito revelou que houve um aumento de 40% no número de pedido de cestas básicas, além da clientela habitual, ou seja, são novas pessoas que procuram a assistência social da cidade porque não conseguem emprego ou renda durante a pandemia.

“Nós estamos estudando a criação de um auxílio emergencial no município”, disse.

Leia também

Guarapuava decretou lockdown e serviços não essenciais não estão funcionando, bem como as aulas presenciais ainda não começaram neste ano letivo. Celso Góes relatou no programa “Bom Dia Prefeito” que o sistema de saúde entrou em colapso no município.

O município de Guarapuava, a 252 km de Curitiba, tem cerca de 182 mil habitantes. É o nono mais populoso do Paraná.

Segundo o prefeito Celso Góes, com um novo carregamento de vacina da Pfizer, 39 mil dos guarapuavanos já se imunizaram –o que equivale a 21% da população local.