Tratamento precoce é lobby de laboratórios farmacêuticos

Os chineses com sua cultura milenar costuma dizer que as coisas precisam ser chamadas pelo próprio nome. Então, vamos lá. O tratamento precoce contra a covid nada mais é do que lobby dos grandes laboratórios farmacêuticos. São drogas prescritas sem eficácia alguma no combate à doença.

Além de alguns profissionais médicos receitarem esses medicamentos sem eficácia, até por boa-fé, até por questões ideológicas, mas alguém está ganhando muito dinheiro em cima de uma questão de saúde pública.

Câmaras municipais e assembleias legislativas, país afora, estão aprovando leis inconstitucionais favoráveis ao tratamento precoce. Essa movimentação custa dinheiro. Alguém está pagando. Alguém está recebendo. É preciso uma investigação profunda.

Nesta semana, a Agência Pública revelou que o Governo Federal está pagando a influenciadores digitais para defender atendimento precoce contra a covid-19. O presidente Jair Bolsonaro torrou mais de R$ 1,3 milhão dos cofres públicos em ações de marketing.

O dinheiro foi gasto pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Comunicação (Secom) e inclui R$ 85,9 mil destinados ao cachê de 19 “famosos” contratados para divulgar estas campanhas em suas redes sociais.

Segunda a reportagem, nenhuma das campanhas pagas com dinheiro público mencionava isolamento social e foram investidos mais de R$10 milhões em marketing de influência pelo Ministério da Saúde entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020.

A ex-BBB Flávia Viana recebeu, sozinha, R$11,5 mil, segundo os documentos obtidos.

O governo federal pagou por postagens no feed e seis stories de “influencers” – todos no Instagram – dizendo para os seguidores que, caso sentissem sintomas da Covid, era “importante que você procure imediatamente um médico e solicite um atendimento precoce”.

O presidente Jair Bolsonaro é um dos principais propagandistas do medicamento precoce e expressamente da cloroquina e ivermectina, remédio para piolho, que está detonando o fígado dos brasileiros que sucumbem ao charlatanismo governamental.

É preciso uma uma CPI para investigar isso aí, talkey?

LEIA TAMBÉM
#BolsonaroDay, o Dia de Bolsonaro, bomba no 1º de abril

Notícias ao vivo da Covid: França anuncia lockdown de um mês para conter a terceira onda

Em vídeo, Requião dá “pito” em Ratinho; assista

Notícias ao vivo da Covid: Brasil teve novo recorde com 3.869 mortes nas últimas 24 horas