Ciro Gomes é “esquecido” por comício do PT

Sabe quem perguntou pelo Ciro Gomes no comício do PT, nesta segunda-feira (21)? Ninguém.

Ninguém se lembrou do ex-governador Ciro Gomes no lançamento do Plano de Reconstrução e Transformação do Brasil.

O evento suprapartidário do PT reuniu Marcelo Freixo (PSOL), Flávio Dino (PCdoB) e Roberto Requião (MDB).

Pelo PDT subiu no palanque virtual Manuel Dias, que também não citou Ciro.

Ciro Gomes tem sido um dos mais ásperos críticos do PT, após a eleição de 2018.

O ex-presidenciável do PDT não tem economizado adjetivos contra o ex-presidente Lula e demais lideranças petistas.

Definitivamente, Ciro foi mais do que esquecido. Ele foi enviado à “geladeira” do PT.

Bolsonaro “comunista” vira principal ‘cabo eleitoral’ do PCdoB em Londrina (PR)

O sociólogo Márcio Sanches vai disputar pela primeira vez a eleição de prefeito de Londrina, Norte do Paraná, pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Na eleição de 15 de novembro, de acordo com o TSE, onze candidatos disputarão a prefeitura do município de 575 mil habitantes, a segunda maior do Paraná.

Sanches disse em entrevista ao Blog do Esmael que, nos debates, irá transformar o presidente Jair Bolsonaro em seu principal ‘cabo eleitoral’. Ele explica como.

“Dos 11 candidatos a prefeito de Londrina, todos ou apoiam Bolsonaro ou não lhe fazem oposição. Então, só sobrou a candidatura do PCdoB. Nós vamos usar a força reversa, utilizar o antibolsonarismo como plataforma de nossa campanha”, afirmou Márcio Sanches, que também é publicitário.

Ex-líder estudantil, Sanches, de 47 anos, presidiu a União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES) e a União Londrinense dos Estudantes Secundaristas (ULES) nos anos 90.

A tática eleitoral do candidato do PCdoB em Londrina parece ser a mesma adotada por Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo.

Boulos espera chegar ao segundo turno da disputa pela Prefeitura de São Paulo surfando na rejeição de 47% do presidente Jair Bolsonaro entre os paulistanos.

Na manhã desta segunda-feira (21), por exemplo, Boulos rebateu pelo Twitter a declaração de Bolsonaro segundo qual a visita do secretário de Estado Mike Pompeo ao Brasil representa o alinhamento com os Estados Unidos.

“Sinônimos de “alinhados na busca do bem comum”: “capacho”, “lambe botas”, “lesa pátria”, “entreguismo”. Para mais informações, ver verbete: “subserviência””, disparou Guilherme Boulos, demarcando com o presidente.

O que Márcio Sanches e Guilherme Boulos têm em comum, além do fato de serem de esquerda, é a inteligência de nacionalizar a disputa pelas respectivas prefeituras. Eles teriam menos chances de vencer se mirassem apenas no esgoto a céu aberto.

Compartilhe agora