PSL protocola pedido de impeachment de Bolsonaro

A líder do PSL na Câmara dos Deputados, a deputada federal Joice Hasselman (PSL-SP), protocolou na noite desta sexta-feira (24) um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. A legenda abrigou a candidatura presidencial de Bolsonaro em 2018.

O documento do partido diz que houve crime de falsidade ideológica na informação publicada no Diário Oficial da União sobre a exoneração “a pedido” do ex-diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, o que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro negou.

O PSL também defenderá “notória tentativa de intervenção de Bolsonaro na Polícia Federal, valendo-se das prerrogativas de Chefe de Estado, com o fim de obter informações sensíveis e privilegiadas de uma instituição cuja independência deve ser pilar do Estado Democrático de Direito, havendo, inclusive, a tentativa de interferir em investigações correntes”.

LEIA TAMBÉM:

PT vai pedir investigação dos crimes de Bolsonaro e Moro pelo STF

Ciro Gomes sobre racha entre Bolsonaro e Moro: ‘O país ganha muito’

Moro rebate declaração Bolsonaro de ‘troca-troca’ pela cabeça de Valeixo

O pedido foi feito com base nas acusações de Moro a Bolsonaro, durante coletiva de imprensa desta manhã de sexta que anunciou a sua exoneração.