Aldeias cancelam ações do Dia do Índio para evitar aglomerações, enquanto Bolsonaro prega fim do isolamento social

Enquanto Bolsonaro coloca em risco a população, puxando manifestações pelo fim do isolamento social, aldeias cancelaram cerimônias do Dia do Índio e adotaram medidas de segurança para conter o coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro nunca foi a expressão de unidade nacional, mas seu nome remete à ideia da chatice e do perigo à coletividade. Vejamos a situação dos indígenas brasileiros.

Tradicionalmente celebrado no dia 19 de abril, o Dia do Índio deste ano foi diferente em muitas aldeias. Para evitar aglomerações, a aldeia Bananal, da etnia Terena, passará o ano sem a grande cerimônia de comemoração que fazem todos os anos.

Maricelma Francelino faz parte da comunidade da aldeia e lembra com carinho sobre o Dia do Índio do ano passado.

“Ano passado com certeza foi um dos melhores. Em 2019, desde o 1º de abril começou a semana das festividades, tanto na escola municipal quanto na escola estadual e junto começaram os ensaios das danças para o grande dia, no caso o dia 19 de abril”, lembra com carinho.

A tradição de comemoração na aldeia dela não é apenas no dia 19 de abril e sim durante todo o mês. Mas “devido a pandemia, não teve o tradicional mês cultural e nem terá o dia do índio, que seria nesse domingo, dia 19”, lamenta.

O entendimento do coronavírus ainda é uma questão em andamento em muitas aldeias de MS. Mas para a indígena e estudante de biomedicina, a comunidade da Bananal já consegue entender a gravidade da pandemia. “O cacique aqui da Aldeia Bananal Célio Fialho já repassou e conversou com a comunidade junto com um médico e alguns outros profissionais da saúde que trabalha aqui na UBSF e os moradores conseguiram entender que é uma coisa séria e temos que respeitar pelo bem da nossa saúde”, conta Maricelma.

Sobre as medidas de segurança que foram tomadas na aldeia, ela conta que agora existe uma barreira na entrada, para controle de entrada e saída. “Os moradores podem sair sim da Aldeia, mas de carro por exemplo, podem ir apenas três pessoas, sendo obrigados a voltar até às 19h, pois às 20h é o horário do toque de recolher”, explica.

Com informações do site MidiaMax

LEIA TAMBÉM
20 governadores divulgam ‘Carta Aberta em Defesa da Democracia’

‘Bolsonaro’ já é a palavra mais chata do ano de 2020

Bolsonaro participa de manifestação em frente ao Quartel Geral de Brasília; assista

Randolfe Rodrigues quer punição para quem pede intervenção militar
O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) criticou os atos e manifestações contra a democracia que ocorrem em diversas cidades.

Segundo Randonfe, “as pessoas que estão em atos pelo país pedindo intervenção militar, devem ser punidas pela justiça, no rigor da lei! Assim como Bolsonaro, que não preside, está à serviço da divisão do país, do caos e da MORTE!”

“Enquanto enfrentamos a pior crise da nossa geração, com a capacidade do nosso sistema de Saúde comprometida, c/ pessoas morrendo e os casos aumentando, Bolsonaro vai às ruas, além de aglomerar pessoas, atacar as instituições democráticas. É patético!”

Ele se referiu à participação do presidente Bolsonaro na carreata e na manifestação ocorrida em Brasília neste domingo. A mobilização que pede intervenção militar e o fim do isolamento na pandemia virou um comício em frente ao Quartel Geral do Exército.

Bolsonaro falou de improviso incendiando seu apoiadores, incentivando a lutarem “por liberdade”, como se o isolamento social fosse um ato cerceamento de direitos, e não uma medida de saúde pública.

O apelo antidemocrático também atingiu os governadores, o Congresso e o STF, isso porque esse entes tem posicionamento diferentes do presidente. Não há diálogo, só ameaças.

Roberto Carlos faz live para comemorar 79 anos; veja onde e como assistir online
O cantor e compositor Roberto Carlos vai transmitir um show online direto de sua casa na Urca, no Rio de Janeiro. A live faz parte das comemorações do aniversário do Rei, que faz 79 anos neste domingo, 19 de abril.

Prevista inicialmente para ser transmitida somente no YouTube, a live vai ser passada também em televisão aberta. A Globo, que é dona dos direitos de imagem do cantor, vai televisionar o show do rei ao vivo para o Brasil e o mundo.

Live de Roberto Carlos – como assistir:

O público poderá acompanhar a apresentação completa, com duração prevista de 45 minutos, no Globoplay. O Domingão do Faustão exibirá na TV Globo, ao vivo, às 19h45, as duas primeiras músicas.

Com uma produção mínima e cercado de cuidados, Roberto Carlos estará acompanhado apenas do maestro Eduardo Lages e de Tutuca Borba, nos teclados.

Além de curtir os sucessos e comemorar o aniversário junto com Roberto Carlos, o público será convidado a se juntar à corrente de solidariedade que toma conta do Brasil e do mundo e conhecer o ParaQuemDoar.com.br, plataforma criada pela Globo que reúne projetos de institutos, fundações, entidades e movimentos sociais que estão atuando e precisam de apoio para minimizar os impactos da pandemia.

Assista ao show completo pelo YouTube (ao vivo), a partir das 19h45: