Bolsonaro amplia perseguição a ‘paraíbas’ e nordestinos

Compartilhe agora!

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) é um homem de palavra, quando o assunto é disseminação de ódio e preconceito. A penúltima dele é sobre o cumprimento de promessa de prejudicar os ‘paraíbas’ e os nordestinos.

Segundo o Estadão, que é um dos porta-vozes do atual governo, Bolsonaro cortou a linha de empréstimos da Caixa para os estados de Nordeste para 2,2% do total de R$ 4 bilhões destinados aos demais governadores e prefeitos do País.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), reagiu à perseguição aos nordestinos. “Como pode um presidente da República ter preconceito e a xenofobia com parte do povo brasileiro?”

No ano passado, ainda na era Michel Temer (MDB), a região Nordeste recebeu R$ 1,3 bilhão, o equivalente a 21,6% dos R$ 6 bilhões destinados aos executivos municipais e estaduais. Em 2019, agora sob o governo Bolsonaro, foram apenas dez operações que totalizaram R$ 89 milhões.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro é denunciado na PGR por mudança na Comissão de Mortos e Desaparecidos

CNMP abre investigação contra Dallagnol por encontro secreto com banqueiros

Moro pode perder seu braço direito no Coaf

Nunca é demais lembrar que Bolsonaro determinou durante uma entrevista, no último dia 19 de junho, em Brasília, que os governadores da Paraíba e do Maranhão não tivessem nada do governo federal.

“O governador de Paraíba é pior que esse do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”, disse Bolsonaro.

Após a fala do presidente da República, os governadores do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e da Paraíba, João Azevedo (PSB), denunciaram a anunciada discriminação contra o Nordeste brasileiro.

“Independentemente de suas opiniões pessoais, o presidente da República não pode determinar perseguição contra um ente da Federação”, reagiu na oportunidade Dino, que ainda cravou ser uma “honraria” ser criticado por Bolsonaro. “A cabeça dele é movida pelo confronto, e o coração, infelizmente, está possuído de ódios”, criticou o governador vermelho.

Compartilhe agora!