Moro pode ser comediante: para ele ser ministro não é ingressar na política

O juiz Sérgio Moro afirmou em uma palestra realizada nesta segunda-feira (5) em Curitiba que ser ministro não é um cargo político e sim técnico. Por isso ele não estaria quebrando a promessa de não ingressar na política. Ele também prometeu (de novo) que nunca vai se candidatar a qualquer cargo eletivo.

As informações foram publicada pelo portal da Rádio Band News. O juiz da lava jato falou num evento de Federação das Indústrias do Paraná (FIEP).

LEIA MAIS: Moro comete [outra] infração ao tirar férias para compor Ministério da Justiça

Para ele, o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública é um cargo “eminentemente técnico”.

Mas o anúncio da ida do juiz para o ministério de Bolsonaro caiu como uma bomba no meio político nacional e foi destaque inclusive na imprensa internacional.

Sérgio Moro não mediu esforços para condenar o ex-presidente Lula, mesmo sem provas. Lula está preso desde abril e seu maior concorrente se elegeu presidente.

Agora Bolsonaro chama Moro para o ministério para retribuir-lhe o “favor”.

LEIA TAMBÉM: Defesa de Lula pede habeas corpus baseado na motivação política da condenação por Moro

Com informações da Band News FM.

Comentários encerrados.