FHC prega voto útil em Alckmin

A cartinha de FHC pregando voto útil em Geraldo Alckmin (PSDB), contra o “radicalismo” e o “petismo”, soa como o último espasmo do tucanato que não vence eleição presidencial desde 2002.

FHC pede no manifesto a união do centro em favor de quem “melhores condições de êxito eleitoral tiver” para conter “a crise tenderá certamente a se agravar”.

A missiva tem endereço certo: as candidaturas de Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo), Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (MDB). Juntos, todos eles somam cerca de 13% das intenções de voto.

Para FHC, Alckmin é o que está em melhor condição, com 10%, para receber o voto útil na reta final da campanha.

De acordo com as pesquisas, o 2º turno será entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Entretanto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acredita que ainda dá para tirar o ex-capitão do Exército do páreo.

Comentários encerrados.