1 de março de 2015
por Esmael Morais
29 Comentários

Em Apucarana (PR): Fora, Richa. Impeachment, já!!; assista ao vídeo

apucarana_fora_richa.jpgProtesto ocorrido sábado, dia 28 de fevereiro, em Apucarana, Norte do Paraná. Movimento organizado por servidores públicos do estado foi à s ruas centrais da cidade com uma palavra de ordem: “Fora Richa, impeachment já!”.

O vídeo de Rafael Silva, publicado no site Apucarana Notícias, mostra que o governador Beto Richa (PSDB) foi alvo de intenso protesto no pacato município do Vale do Ivaí.

Assista ao vídeo:

Em várias outras partes do Paraná também crescem movimentos de hostilidades a parlamentares ligados ao governador do PSDB. Ontem à  noite, em Londrina, o deputado federal Luiz Carlos Hauly, ex-secretário de Estado da Fazenda, levou uma estrondosa vaia durante formatura no Ginásio de Esportes Moringão.

Com medo dos constantes protestos na educação, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Richa estaria espionando “perigosas” professoras acampadas há 20 dias em frente ao Palácio Iguaçu.

O deputado Alex Canziani (PTB), que indicou o secretário do Ensino Superior (as universidades estaduais também estão em greve), igualmente entrou na linha de tiro de manifestantes na noite de sexta (27).

O deputado Cobra Repórter (PSC), mais desbocado, acusou os professores de ganharem R$ 30 mil ao mês de querem a sua bunda. Querem que eu dê a bunda?!, perguntou ontem a professoras que o pressionavam em Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro. Leia mais

1 de março de 2015
por Esmael Morais
93 Comentários

Tucanos em apuros: Querem que eu dê a bunda?!, pergunta deputado pró-Richa a professoras do PR

cobra_formatura_hauly.jpgO deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB), ex-secretário da Fazenda no governo Beto Richa (PSDB), tomou uma vaia antológica ontem à  noite (28), em Londrina, no Ginásio de Esportes Moringão, onde mil formandos de 17 cursos participavam de cerimônia de colação de grau na Unifil.

O tucano foi alvo de apupos da plateia por mais de três minutos ininterruptos, quando ele foi chamando a compor a mesa. Hauly ficou branco, mas não tinha como sair da mesa. O mal-estar foi generalizado.

Outro quiproquó voltou acontecer ontem em Cornélio Procópio, a poucos quilômetros de Londrina. Agora envolvendo o deputado Cobra Repórter (PSC), que bateu boca com cinco professoras dentro da Rádio FM 104.

O parlamentar perdeu a estribeira quando pressionado para se posicionar contra o “pacote de maldades” de Richa.

Surtado, o deputado Cobra afirmou que tem professores ganhando R$ 30 mil mensais, mais do que ele. O parlamentar do PSC ainda perdeu a compostura com as educadoras:

Já fiz tudo por vocês, assinei documentos, o que mais que vocês querem? Que eu dê a bunda?”, questionou o deputado da “Bancada do Camburão”.

Indignada, uma professora devolveu ao parlamentar: “com esse vocabulário chulo, o senhor deixa de ser o ‘Deputado Cobra’ para se transformar moralmente no ‘Deputado Minhoca'”. Leia mais

28 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Alex Canziani, deputado pró-Richa, é “apupado” na região de Londrina; assista ao vídeo

Deputado Alex Canziani, parceiro político de Romanelli nas regiões Norte e Norte Pioneiro, ambos, foram ontem apupados nas bases eleitorais por educadores em greve; eles foram chamados de traidores!, dentre outros adjetivos; assista ao vídeo.

Deputado Alex Canziani, parceiro político de Romanelli nas regiões Norte e Norte Pioneiro, ambos, foram ontem apupados nas bases eleitorais por educadores em greve; eles foram chamados de traidores!, dentre outros adjetivos; assista ao vídeo.

O deputado federal Alex Canziani (PTB) foi amplamente “apupado”, ontem à  noite, na Câmara Municipal de Ibiporã, por professores e funcionários de escolas e universidades estaduais em greve. O município fica a 17 km de Londrina, na região Norte. ... 

Leia mais

1 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
67 Comentários

“Richa caloteiro, cadê o meu dinheiro”, vaiavam as galerias da Assembleia Legislativo do Paraná

alep_posseO governador Beto Richa (PSDB) foi hostilizado na tarde deste domingo (1) na posse e eleição da mesa executiva da Assembleia Legislativa do Paraná.

“Richa caloteiro, cadê o meu dinheiro”, gritam dezenas de servidores públicos que protestam no local.

Várias categorias de funcionários públicos contratados em regime PSS, mesmo demitidos no fim de 2014, passaram o Natal sem dinheiro da rescisão para a compra o tradicional peru, e outros levaram calote no terço das férias.

A sessão foi suspensa por 30 minutos.

Assista ao vídeo:

No retorno dos trabalhos, os parlamentares elegeram o deputado Ademar Traiano (PSDB) para a presidência da Casa. O tucano foi eleito com 51 votos favoráveis, havendo ainda duas abstenções. Somente o deputado Nelson Justus (DEM), na qualidade de presidente da sessão, não votou.

Plauto Miró Guimarães (DEM) foi novamente eleito para responder pela 1!ª Secretaria da Casa, enquanto Ademir Bier (PMDB) também foi reconduzido para a 2!ª Secretaria. Leia mais

3 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
71 Comentários

Semana Pedagógica: Richa é vaiado ao culpar governo federal pela falta de recursos na educação; assista

Professores e funcionários inciam ano letivo com protesto contra governo do PR

Início do ano letivo de 2014 começa muito tenso nas escolas da rede pública do Paraná; governador Beto Richa foi vaiado hoje, em Pato Branco, região Sudoeste, durante abertura da Semana Pedagógica; apupo ocorre quando uma escola exibiu vídeo em que o tucano fala das "conquistas" do magistério em seu governo; educadores ficaram revoltados quando o tucano disse que não tem como cumprir a Lei do Piso porque a Lei de Responsabilidade Fiscal, ou seja, não vai honrar os R$ 100 milhões em dívida nem implantar os 33% de hora-atividade; Richa culpou o governo federal pela falta de repasse de verbas à  educação.

Início do ano letivo de 2014 começa muito tenso nas escolas da rede pública do Paraná; governador Beto Richa foi vaiado hoje, em Pato Branco, região Sudoeste, durante abertura da Semana Pedagógica; apupo ocorre quando uma escola exibiu vídeo em que o tucano fala das “conquistas” do magistério em seu governo; educadores ficaram revoltados quando o tucano disse que não tem como cumprir a Lei do Piso porque a Lei de Responsabilidade Fiscal, ou seja, não vai honrar os R$ 100 milhões em dívida nem implantar os 33% de hora-atividade; Richa culpou o governo federal pela falta de repasse de verbas à  educação.

O governador Beto Richa (PSDB) começou esta segunda-feira (3) com o pé esquerdo. Ele foi vaiado na maioria das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná quando foi exibido um vídeo com seu pronunciamento aos cerca de 80 mil professores e 20 mil funcionários que participam da Semana Pedagógica, que vai de hoje até sexta-feira (7). A atividade precede ao início do ano letivo na semana que vem para de 2,2 milhões de alunos matriculados. ... 

Leia mais

4 de outubro de 2013
por Esmael Morais
81 Comentários

No país do pleno emprego, Richa vai demitir 1,1 mil trabalhadores da Copel

Beto Richa tem dia de cão no Paraná; em Campo Mourão, tucano foi vaiado por cinco mil pessoas em cerimônia que contou com presença da presidenta Dilma; professores e agentes educacionais acusaram-no de aplicar novo calote relativo à  R$ 50 milhões atrasados; houve debanda de partidos da sua base política; e, para fechar a sexta, na contramão do país do pleno emprego, governador anunciou demissão de 1,1 mil empregados da Copel para salvaguardar o lucro de sócios privados da estatal de energia.

Beto Richa tem dia de cão no Paraná; em Campo Mourão, tucano foi vaiado por cinco mil pessoas em cerimônia que contou com presença da presidenta Dilma; professores e agentes educacionais acusaram-no de aplicar novo calote relativo à  R$ 50 milhões atrasados; houve debanda de partidos da sua base política; e, para fechar a sexta, na contramão do país do pleno emprego, governador anunciou demissão de 1,1 mil empregados da Copel para salvaguardar o lucro de sócios privados da estatal de energia.

O governador Beto Richa (PSDB) informou à  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), nesta sexta (4), que vai demitir 1,1 mil empregados da Companhia Paranaense de Energia (Copel) até o fim de 2015. ... 

Leia mais