25 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Temer vai inaugurar obras de Dilma e Lula para tentar subir a popularidade

Temer vai inaugurar obras de Dilma e Lula para tentar subir a popularidade


A assessoria do ilegítimo Michel Temer está preparando uma agenda de inaugurações para tentar alavancar sua popularidade. O objetivo (praticamente impossível) é tentar subir as intenções de voto para a Presidência nas eleições de outubro. Na tentativa de apresentar um perfil realizador, Temer vai inaugurar diversas obras que não são suas e sim herança dos governos do PT. Leia mais

26 de agosto de 2014
por esmael
17 Comentários

“Mandato do àlvaro foi trincheira contra os avanços sociais no País”, acusa Gomyde

O candidato ao Senado pela Coligação Paraná Olhando Pra Frente, Ricardo Gomyde (PCdoB), participou na manhã desta terça-feira (26) de uma sabatina com estudantes do Curso de Direito da Universidade Federal do Paraná. Gomyde respondeu perguntas nas áreas de educação, saúde, agronegócio e sua atuação no Ministério do Esporte, onde foi um dos responsáveis pela organização da Copa do Mundo no Brasil.

Ele fez a defesa dos governos Lula e Dilma e também criticou a forma de atuação do atual senador àlvaro Dias de ser contra tudo o que melhorou a vida do povo, fazendo oposição pela oposição!. Ainda segundo Gomyde, o mandato do àlvaro foi uma trincheira de luta contra os avanços sociais dos últimos 12 anos”.

Durante a sabatina, o candidato ressaltou que o auditório da Faculdade de Direito é um dos símbolos das lutas democráticas em nosso Estado. “Aqui foram formados grandes quadros como o prefeito Gustavo Fruet e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil/Paraná, Juliano Breda.”

6 de Março de 2014
por esmael
8 Comentários

Em crise com PMDB, Dilma recebe Lula em alto astral

do Brasil 247
A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniram nesta quarta-feira (5), em Brasília. Este foi o primeiro encontro da dupla após a crise que está em curso entre o PT e o PMDB, com declarações, inclusive, de peemedebistas defendendo o rompimento entre as duas legendas. O presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, o ministro Aloizio Mercadante, o ex-ministro Franklin Martins, o deputado Edinho Silva, o chefe de gabinete da presidenta, Giles Azevedo, e o publicitário João Santana também participaram do encontro.

A reunião entre Dilma e Lula não constava da agenda oficial da presidente.

Além da crise com o PMDB, encontro também discutiu o processo eleitoral, a reforma ministerial, a liberação de emendas para conter os ânimos dos parlamentares e a Copa do Mundo. Expectativa é que reunião sirva de pontapé para debelar crise entre petistas e peemedebistas e possa alinhar encaminhamentos para o processo eleitoral. Ainda impedida de atuar como candidata, por força da legislação eleitoral, Dilma deverá contar com a força da popularidade do ex-presidente que lhe servirá de dublê neste período pré-eleitoral.