Requião Filho: Brasil, meu Brasil brasileiro…

Por Requião Filho* Seria o mês de comemoração pela independência… seria… Estamos em setembro! Os Ipês floridos e amarelos decoram as ruas para a passagem dos batalhões e infantarias, mas que há algum tempo já não têm o mesmo sentido cívico e festivo de outrora. Época que seria ideal para comemorarmos a vitória do povo, … Read more

Por que não haverá desfile cívico-militar no dia 7 de Setembro em Brasília; saiba os reias motivos

As Forças Armadas comunicaram que não haverá desfile cívico-militar neste 7 de setembro de 2021, em Brasília. Este é o segundo ano em que o Ministério da Defesa suspende o tradicional evento por causa da pandemia da Covid-19. Os militares juram que a suspensão do tradicional desfile nada tem a ver com a crise política … Read more

Tiradentes se revira no túmulo por causa do medíocre governo de Bolsonaro

‘Eu dei o meu pescoço por esse daí?’, perguntar-nos-ia o herói da independência Nesta quarta-feira, dia 21 de abril, vamos celebrar mais uma vez o Dia de Tiradentes. Na escola nós aprendemos que ele foi enforcado e esquartejado em praça pública, no dia 21 de abril de 1792, pela participação na Inconfidência Mineira, movimento que … Read more

Lula pede em encontro progressista que América Latina busque independência [Vídeo]

Petista discursou virtualmente para líderes de esquerda ibero-americanos O ex-presidente Lula participou da 5ª reunião do Grupo de Puebla, um fórum político e acadêmico ibero-americano criado em 2019. Lula discursou virtualmente nesta sexta-feira (29) quando o petista disse que “a América Latina precisa definitivamente encontrar o seu caminho”. “Nós não podemos ficar entre a grandeza … Read more

Inserção do quartel na sociedade: organização e dinâmica

Pedro Augusto Pinho, em artigo especial, discorre sobre a formação política brasileira cuja centralização do poder foi pensada para a “distribuição de benesses” para os permanentes detentores do governo. Na discussão proposta pelo articulista, sobre a inserção dos militares na sociedade, e afirma que [desde a Proclamação da República, em 1889] o poder efetivo jamais … Read more

Empresas fascistas não são bem-vindas no Blog do Esmael

Nós soubemos pelo portal da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, que o movimento de extrema direita “Gigantes Não Dormem” lançou uma campanha para que empresas fascistas não anunciem no Blog do Esmael. Nós dizemos a elas como resposta: vocês não são bem-vindas aqui! Fora já daqui! Confessamos que não sabíamos que a Centauro é uma … Read more

Alvaro reafirma independência do PV em relação ao governo Temer

alvaro_pvO senador Alvaro Dias (PV-PR), em sua coluna de hoje (25), detalha o posicionamento do Partido Verde acerca da independência em relação ao governo interino de Michel Temer (PMDB). Segundo informação do parlamentar verde, a agremiação “não participa da base aliada do governo” mesmo tendo um filiado — Sarney Filho — ocupando o Ministério do Meio Ambiente. De acordo com o colunista, “foi uma escolha pessoal de Temer”. A declaração de Alvaro, reafirmada nesta quarta, ocorreu no mesmo dia em que vieram à tona áudios do ex-ministro do Planejamento, senador Romero Jucá (PMDB-RJ), revelando uma trama para barrar as investigações da Lava Jato. Leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto abaixo:

Read more

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: Independência e democracia

independencia
Em sua coluna semanal, o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) faz um breve histórico dos períodos de democracia da nossa república e analisa o momento atual, em que, segundo ele, a intolerância está se sobrepondo ao diálogo democrático. Romanelli também fala da necessidade da reforma política avançar, diminuindo o custo proibitivo das campanhas eleitorais que afastam quadros qualificados da atividade política. Leia, ouça, comente e compartilhe. 

Download

Luiz Cláudio Romanelli*

Pensem nas crianças mudas telepáticas, pensem nas meninas cegas inexatas,
pensem nas mulheres rotas alteradas, pensem nas feridas como rosas cálidas”
Vinicius de Moraes

Como não podia deixar de ser, o atual momento político do país induz a uma reflexão nesta segunda-feira, 7 de setembro, dos 193 anos da independência do Brasil. De todo processo histórico, e das análises que podem ser feitas, chega-se à filha mais nova da independência, a incipiente democracia brasileira.

A democracia, como sistema de governo, pode se dizer que começou a ser construída no país, no primeiro governo de Getúlio Vargas (1930-1934), marcado pela conhecida revolução de 1930 que acabou com a República velha, com a derrubada do ex-presidente Washington Luís, e teve um corte abrupto e violento, que deixou sequelas na vida brasileira, entre 1964 e 1985. O meu primeiro voto para governador, por exemplo, foi para José Richa em 1982 e eu já militava na juventude do PMDB.

Desde então, foram nove eleições de governadores e sete eleições presidenciais. Neste período, de 1982 para cá, foram ainda nove eleições de deputados e senadores e oito eleições de prefeitos e vereadores. Eu participei de todas essas campanhas e de forma direta, como candidato a vereador e deputado, disputei seis eleições e venci cinco delas.

Confesso que tenho certa saudade, de forma positiva, e vou explicar mais adiante, das primeiras campanhas, dos comícios, do engajamento da militância partidária e de setores da própria sociedade em todo processo político e até hoje levo a máxima que uma campanha se faz com muita sola de sapato e conversando diretamente com os eleitores, expondo suas ideias, apresentando propostas.

Fiz esse rápido passeio pelas eleições, uma contextualização, para chegar a atual quadra política do país em que as instituições funcionam perfeitamente, mas que precisam avançar e aperfeiçoar seus métodos para melhorar a democracia brasileira em todos os seus aspectos.

Vejo de forma clara o sentimento de todas as manifestações, nas ruas ou nos legislativos, e a vontade de setores mais engajados da sociedade de ter uma voz mais ativa no controle e uso dos recursos públicos e nos serviços prestados pelos agentes públicos. Há uma insatisfação e uma desconfiança generalizadas por tudo que é da coisa pública. O que cobram, o que pedem, o querem, é muito positivo para todos nós, políticos e sociedade.

Read more