9 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Estadão ataca suplente de Alvaro

Estadão ataca suplente de Alvaro

Um dia após o senador Alvaro Dias (Podemos) lançar sua pré-candidatura à Presidência da República, ele é atingido por “estilhaços” do Estadão que aponta o empresário Joel Malucelli, suplente do presidenciável, como suspeito de ter pago R$ 500 mil em propinas. ... 

Leia mais

19 de outubro de 2016
por Esmael Morais
41 Comentários

Cunha deverá entregar cúpula do PMDB em megadelação premiada

cunha_delacao_pmdbO desespero é grande no Palácio do Planalto com a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, ocorrida nesta quarta (19). Aguarda-se uma megadelação na Lava Jato, a qual teria potencial para dizimar toda a cúpula do PMDB — formada pelo presidente Michel Temer, Moreira Franco, Renan Calheiros, Geddel Vieira Lima, Eliseu Padilha e Romero Jucá. Leia mais

6 de setembro de 2016
por Esmael Morais
42 Comentários

Globo esconde que Mirelles presidia Conselho de Administração da JBS. Por quê?

meirelles_jbsA PF desencadeou ontem (5) a Operação Greenfield, que investiga desvios em fundos de pensão. Tudo bem, mas o que a Globo não mostrou é que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, presidia o Conselho de Administração do grupo J&F. Leia mais

1 de julho de 2016
por Esmael Morais
26 Comentários

Delação de doleiro ligado a Cunha pode implodir 300 picaretas no Congresso

do Brasil 247

cunha_temer_renan_funaroA prisão do empresário Lúcio Funaro, ocorrida na manhã desta sexta (1º), pode implodir a Câmara dos Deputados. Isso porque Funaro foi o principal aliado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na sua eleição para a presidência da Câmara dos Deputados e conhece, na palma da mão, cada um dos parlamentares da base aliada de Michel Temer (PMDB). Leia mais

16 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

PGR pede afastamento de Cunha no STF; se empurrar, agora cai…

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quarta-feira (16), pediu o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara. O pedido foi protocolado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato na corte.

“O Eduardo Cunha tem adotado, há muito, posicionamentos absolutamente incompatíveis com o devido processo legal, valendo-se de sua prerrogativa de Presidente da Câmara dos Deputados unicamente com o propósito de autoproteção mediante ações espúrias para evitar a apuração de sua condutas, tanto na esfera penal como na esfera política”, fundamentou Janot.

Para complicar a situação, veio à tona hoje à tarde que Cunha pediu propina de R$ 52 milhões para liberar dinheiro do FI-FGTS — um fundo constituído por recursos dos trabalhadores. O presidente da Câmara, segundo a Época, parcelou a propina em 36 vezes. Ou seja, criou a figura da propina no crediário.

Leia mais

24 de novembro de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Paranaense preside fundo nacional com R$ 12 bi para investimentos; governo Richa não apresenta projeto

Diz o ditado que um raio não cai no mesmo local. Pode ser que sim, pode ser que não, mas o fato é que o Conselho do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS), cujo saldo atual para investimentos é de R$ 12 bilhões, será presidido nesta quarta-feira (25), em Brasília, pelo sindicalista Paulo Rossi, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), seção Paraná.

O governo de Beto Richa (PSDB), até agora, não apresentou nenhum projeto para o FI-FGTS, mas outros estados, como Espírito Santo, por exemplo, pleiteará amanhã R$ 1 bi, sendo R$ 700 milhões para a Energisa, que atua no setor de energia, e mais R$ 409 milhões de reais para a CESAN (Companhia Espírito Santense de Saneamento).

O diabo é que os deputados quebram o pau na Assembleia Legislativa para “decidir” quem é o pai da subida do estado à posição de quarta maior economia do país, superando o Rio Grande do Sul. Mas, na vida real, Richa sequer tem projetos.

É vergonhoso dizer que o governador tucano não fez um investimento sequer com dinheiro do estado em infraestrutura, enquanto o sindicalista, numa só canetada, vai liberar R$ 1 bi de recursos dos trabalhadores. No entanto, o FI-FGTS não socorre quem dorme de toca.

Rossi, indicado pela UGT, é um dos 12 membros do conselho que atua de forma tripartite (6 indicados pelo governo federal, 3 pelas confederações patronais e 3 pelas principais centrais sindicais), na gestão da aplicação dos bilionários recursos oriundos do FGTS.

Amanhã será a primeira vez que um dirigente do estado do Paraná presidirá o FI-FGTS, que possui ativos de mais de 60 bilhões em investimentos em infraestrutura nas aéreas de rodovias, portos, aeroportos, hidrovias, saneamento e energia.

Leia mais

31 de março de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Preterido por Richa no Trabalho, Rossi assume conselho de R$ 10 bilhões

rossi_calote_richaHá males que vêm para o bem, diz o ditado. Que o diga o sindicalista Paulo Rossi, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), o “pelego de estimação” do secretário Municipal de Governo de Curitiba, Ricardo Mac Donald.  ... 

Leia mais

30 de setembro de 2013
por Esmael Morais
15 Comentários

Sciarra emplaca aliado em conselho de investimento federal que gere R$ 25 bi

Desprezado pelo governo Richa, PSD emplaca dirigente no conselho do FI-FGTS, do governo federal, que gere R$ 25 bilhões; Paulo Rossi, presidente da UGT, braço político do partido de Sciarra e Leprevost no movimento sindical, foi nomeado como conselheiro efetivo com apoio da CUT e do PT, da ministra Gleisi Hoffmann; semana passada, os kassabistas perderam a Secretaria de Turismo, que foi extinta na reforma do tucano.

Desprezado pelo governo Richa, PSD emplaca dirigente no conselho do FI-FGTS, do governo federal, que gere R$ 25 bilhões; Paulo Rossi, presidente da UGT, braço político do partido de Sciarra e Leprevost no movimento sindical, foi nomeado como conselheiro efetivo com apoio da CUT e do PT, da ministra Gleisi Hoffmann; semana passada, os kassabistas perderam a Secretaria de Turismo, que foi extinta na reforma do tucano.

O deputado federal Eduardo Sciarra, líder do PSD na Câmara e presidente estadual da sigla no Paraná, conseguiu emplacar o sindicalista aliado Paulo Rossi, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), como conselheiro efetivo do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS). ... 

Leia mais