3 de Maio de 2014
por esmael
11 Comentários

Coluna do Ricardo Gomyde: Vamos dar uma banana para o racismo na Copa!

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, detona uma praga chamada racismo no futebol: "Vamos dar uma banana para o racismo durante os jogos da Copa do Mundo no Brasil", avisa o colunista, que é do Ministério do Esporte e um dos organizadores do evento no país; ele pede punições mais rigorosas para atos de racismos como aquele contra Daniel Alves, lateral-direito do Barcelona e da Seleção Brasileira, que foi agredido com uma banana atirada ao campo; Se for brasileiro, deve ser banido. E se for estrangeiro, deve ser impedido de entrar em nosso país e, por consequência, dos nossos estádios!, opina Ricardo Gomyde, que posou ao Blog do Esmael segurando uma banana em solidariedade a Daniel Alves e em campanha pela punição rigorosa aos racistas antes, durante e depois da Copa; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, detona uma praga chamada racismo no futebol: “Vamos dar uma banana para o racismo durante os jogos da Copa do Mundo no Brasil”, avisa o colunista, que é do Ministério do Esporte e um dos organizadores do evento no país; ele pede punições mais rigorosas para atos de racismos como aquele contra Daniel Alves, lateral-direito do Barcelona e da Seleção Brasileira, que foi agredido com uma banana atirada ao campo; Se for brasileiro, deve ser banido. E se for estrangeiro, deve ser impedido de entrar em nosso país e, por consequência, dos nossos estádios!, opina Ricardo Gomyde, que posou ao Blog do Esmael segurando uma banana em solidariedade a Daniel Alves e em campanha pela punição rigorosa aos racistas antes, durante e depois da Copa; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde*

Na última semana, repercutiu no mundo inteiro a reação do lateral-direito do Barcelona e da Seleção Brasileira, Daniel Alves, diante de um infeliz episódio de racismo cometido contra ele durante partida do Campeonato Espanhol. Independente de todas as polêmicas que pegaram carona nessa situação,sejam elas de oportunismo ou mercadológicas, não podemos deixar de considerar a resposta dada por Daniel como ousada e forte. Leia mais