17 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em João de Deus afirma que é vítima de fake news da Globo

João de Deus afirma que é vítima de fake news da Globo

Qualquer semelhança com o mundo político… O médium João de Deus, que se entregou à polícia neste domingo (16), disse que era vítima de fake news da Globo. ... 

Leia mais

24 de setembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Por que Lula não pode dar entrevistas e um homicida pode falar à imprensa?

Por que Lula não pode dar entrevistas e um homicida pode falar à imprensa?

O PT poderá voltar à Justiça para garantir o direito de expressão a Lula, à luz da Constituição, haja vista que até o suspeito de tentar matar Jair Bolsonaro (PSL) foi autorizado a conceder entrevistas à Veja e ao SBT. ... 

Leia mais

6 de setembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Após ataque a Bolsonaro, as teorias da conspiração nas redes sociais

Após ataque a Bolsonaro, as teorias da conspiração nas redes sociais

Primeiramente, a opinião do Blog do Esmael: todo tipo de violência na política é abominável; dito isto, vamos às teorias da conspiração que circulam nas redes sociais. ... 

Leia mais

30 de outubro de 2014
por Esmael Morais
44 Comentários

Crime eleitoral: Advogado de Youssef confirma armação de Veja

do Brasil 247
veja_crimeA situação da revista Veja e da Editora Abril, que atingiu o fundo do poço da credibilidade no último fim de semana, com a capa criminosa contra a presidente Dilma Rousseff, acusada sem provas pela publicação, pode se tornar ainda mais grave.

Reportagem do jornal Valor Econômico, publicada nesta quinta-feira, revela algo escandaloso: o “depoimento” do doleiro Alberto Youssef que ancora a chamada “Eles sabiam de tudo”, sobre Lula e Dilma, simplesmente não existiu.

Foi uma invenção de Veja, que atentou contra a democracia, tirou cerca de 3 milhões de votos da presidente Dilma Rousseff e, por pouco, não mudou o resultado da disputa presidencial, ferindo a soberania popular do eleitor brasileiro.

Quem afirma que o depoimento não existiu é ninguém menos que o advogado Antônio Figueiredo Basto, que representa o doleiro. “Nesse dia não houve depoimento no âmbito da delação. Isso é mentira. Desafio qualquer um a provar que houve oitiva da delação premiada na quarta-feira”, disse ele. Leia mais