JBS comprou a Câmara [e o impeachment] para Cunha

Lúcio Funaro vai delatar que Joesley Batista, dono da JBS, comprou a presidência da Câmara para o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Consequentemente, a JBS também comprou o impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) e a vaga para o ilegítimo Michel Temer (PMDB).

Segundo reportagem do Estadão, Joesley vai afirmar que deu dinheiro para Cunha “sair comprando um monte de deputados Brasil a fora. Para isso que servia esses R$ 30 milhões”.

Condenado pela lava jato a 15 anos e quatro meses, Cunha está preso em Curitiba desde outubro de 2016.

Veja também  Cerco se fecha contra Bolsonaro; movimento pelo impeachment ganha força

Comments are closed.