Professores anunciam greve geral contra Ratinho no Paraná

A APP-Sindicato convocou uma Assembleia Estadual Extraordinária on-line para esta quinta-feira (26), às 13h30, cujo ponto de pauta é a deflagração de uma greve geral em todo o estado do Paraná.

Cerca de 100 mil educadores compõem a base da APP, um dos maiores sindicatos do País.

Na Assembleia, os educadores vão deliberar novas ações buscando o atendimento de reivindicações como a revogação do Edital 47/2020, do processo seletivo simplificado (PSS), que prevê a realização de prova presencial para cerca de 50 mil inscritos durante a pandemia. Pandemia não combina com aglomeração e prova é para concurso público.

O pedido inclui ainda a renovação dos contratos de cerca de 9 mil funcionários de escola, atualmente contratados pelo PSS. Caso contrário, todos esses profissionais da educação pública serão demitidos pelo governo até o dia 31 de dezembro.

Os educadores não descartam ainda a aprovação da bandeira “Fora Ratinho”, a qual seria um novo marco [mais crítico] em relação ao governo do estado e suas políticas neoliberais.

De acordo com a APP-Sindicato, os profissionais do magistério querem diálogo e não têm respostas do governo sobre as principais pautas que são:

  • a revogação do Edital 47
  • o pagamento de direitos de carreira que estão congelados
  • a prorrogação do contrato dos funcionários e
  • contra o fechamento de escolas
  • a demissão do empresário Renato Feder, secretário da Educação.

Greve de fome já dura uma semana

Há uma semana, dezenas de professores, funcionários de escola e professores fazem uma greve de fome, iniciada na última quinta-feira (19), em frente à porta do Palácio Iguaçu, em Curitiba. São 144 horas de greve na defesa pelo emprego de mais de 30 mil profissionais da área educacional.

Ative o lembrete para assistir entrevista nesta quinta, às 10h

‘Ratinho é o culpado’ da greve de fome dos professores, aponta Requião Filho

Greve de fome: CUT alerta governo Ratinho sobre a gravidade da situação dos professores

Greve de fome de professores: Ratinho quer vencer pela inanição

Ratinho manda despejar professores que fazem greve de fome no Paraná

Ratinho aproveita pandemia para fechar escolas tradicionais de Curitiba