Athletico 0 x 0 Jorge Wilstermann, mas Furacão se classifica na Libertadores

Athletico e Jorge Wilstermann ficam no 0 a 0, mas o empate garantiu ao Furacão a classificação para as Oitavas de Final da Libertadores.

Retranca do time adversário foi eficiente e o placar ficou igual, zero a zero, na Arena da Baixada, na noite desta terça-feira (29).

Com o empate desta noite, jogo válido pela quinta rodada da Fase de Grupos da Libertadores, Athletico é o primeiro classificado no Grupo C.

O Furacão não teve em uma de suas mais inspiradas noite, pois o time não conseguiu furar a retranca do time boliviano.

O técnico Eduardo Barros saiu “satisfeito com a produção, mas não com a eficácia”.

Veja o que ele disse:

“Temos que fazer exatamente o que fizemos hoje, mas, talvez, com um pouco mais de tentativas de finalização de média distância quando a gente encontrar adversários tão fechados como hoje”, afirmou. “Mas, considerando todo o contexto e a proposta de jogo do adversário, estou muito satisfeito com a produção, mas não com a eficácia. Tivemos 15 finalizações, com seis ou sete chances reais de gol. O que nos faltou foi a capacidade de colocar a bola para dentro”, disse Barros.

O Furacão foi a 10 pontos e é líder isolado. Os bolivianos foram a 7 pontos e permanecem na 2ª posição.

O próximo jogo do Athletico pela Libertadores será contra o Peñarol no Campeón del Siglo, em Montevidéu.

FICHA TÈCNICA ATHLETICO 0 X 0 JORGE WILSTERMANN

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data-Hora: 29/09/2020 – 21h30
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Auxiliares: Diego Bonfa (ARG) e Ezequiel Brailovsky (ARG)
Cartões amarelos: Giménez, Chávez, Justiniano e Pato Rodríguez (JOR), Wellington e Geuvânio (ATH)
ATHLETICO: Santos; Jonathan, Pedro Henrique (Lucas Halter), Thiago Heleno e Abner Vinícius; Wellington (Bissoli), Erick, Christian e Léo Cittadini (Geuvânio); Pedrinho (Lucho González, aos 33’/2ºT) e Fabinho (Jorginho).
Técnico: Eduardo Barros.
JORGE WILSTERMANN: Giménez (Ojeda); Benegas, Zenteno e Montero; Pato Rodríguez, Justiniano, Torrico, Chávez (Orfano, no intervalo) e Aponte (Vaca, no intervalo); Serginho (Melgar), e Gilbert Alvarez (Arrascaita).
Técnico: Christian Díaz.

Compartilhe agora