Bolsonaro fala e dólar dispara novamente nesta quinta-feira

O dólar opera em alta mais uma vez nesta quinta-feira (14), após bater na quarta novo recorde de cotação e fechar pela primeira vez acima de R$ 5,90, um efeito direto da tensão política provocada pelo presidente Jair Bolsonaro e por sua cruzada genocida pelo fim da quarentena, gerando insegurança nos operadores do mercado.

Às 10h31, a moeda norte-americana subia 1,03%, a R$ 5,9617. Na maxima do dia até o momento, chegou a R$ 5,9622.Veja mais cotações.

Na quarta-feira (13), o dólar encerrou o dia em alta de 0,54%, a R$ 5,9007, marcando novo recorde nominal de cotação (sem considerar a inflação). Já o dólar turismo chegou a bater em R$ 6,1508, sem considerar o IOF, e fechou a R$ 6,1412.

LEIA TAMBÉM:

MP-DF aciona Justiça para desmontar acampamento miliciano em Brasília

Lula cobra Maia pela abertura de impeachment de Bolsonaro

Bolsonaro faz ‘apelo’ para governadores reverem política de isolamento

No mês, a alta acumulada chegou a 8,47%. No ano, o avanço é de 47,16%. O país já perdeu cerca de 50 bilhões das reservas de dólares nos últimos meses na tentativa de segurar a escalada da moeda morte-americana.

*Com informações do G1