Aparição de Bolsonaro salvou manifestação do fiasco

Compartilhe agora

BolsonaroVírus.
Os protestos pró-governo e contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) foram um fiasco absoluto, mas ninguém fala disso. De Norte a Sul do País, constatou-se o maior esvaziamento desses atos desde o impeachment de Dilma Rousseff.

As manifestações de hostilidade às demais instituições neste domingo (15) ganharam um volume que não teriam sem a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Também graças à blitzkrieg da Presidência da República nos últimos dois dias para convocar o gado.

O fiasco do esvaziamento dos protestos deste domingo ficou para o segundo plano, diante da vergonha maior que foi a participação do presidente no movimento de rua contra os outros poderes.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro declara guerra ao Congresso e ao STF; agora ele poderá sofrer impeachment

Bolsonaro tira selfie com cartaz de “Fora Maia” ao fundo; veja

Bolsonaro participa em Brasília de ato contra o Congresso Nacional

A aparição em frente ao Palácio do Planalto, onde cumprimentou apoiadores, desfilou com bandeira e tirou selfies com cartazes ao fundo dizendo “Fora Maia”, pode acelerar a abertura de um processo de impeachment de Bolsonaro.

Bolsonaro agiu nesse episódio como se fosse um “piá de prédio”, pois combinou uma coisa com o Congresso e o Supremo, mas, por detrás dos panos, agiu para ferrar os dois poderes. Resolveu abrir fogo, enquanto levantava bandeira branca.

Portanto, fica a lição para o mundo político: não há “fair play” com Bolsonaro.