Olavo de Carvalho reclama de Alvim, seu aluno: ‘Maluco e trouxa’


O jornalista Olavo de Carvalho, guru político e ideológico do governo Bolsonaro, disparou nas redes sociais contra seu antigo aluno Roberto Alvim, ex secretário de Cultura, demitido após publicar um vídeo imitando Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Hitler.

Desde do início do imbróglio de Alvim, Olavo de Carvalho teve dificuldades em classificar a atitude do pupilo: no primeiro momento, escreveu nas redes sociais que Alvim parecia não “estar bem da cabeça”. Depois chegou a difundir para os seus seguidores a escatológica tese de que um “funcionário sacana” havia sabotado Alvim “enxertando” frase do ministro nazista Joseph Goebbels no seu malfadado pronunciamento.

“Nunca chamei o Alvim de nazista. Chamei de maluco e trouxa. Se ele acha que a fama de nazista é menos danosa, ele prova que é essas duas coisas”, declarou o guru no Facebook, sábado (18), se justificando.

LEIA TAMBÉM:

Fascismo e neoliberalismo andam de braços dados; por Milton Alves

PT divulga nota sobre demissão de Alvim: “Bolsonaro defende mesmas ideias”

Weintraub também parafraseou discurso nazista; assista ao vídeo

Na defensiva, Olavo agora tenta ficar longe de seu antigo pupilo, que apenas reproduziu o que aprendeu nos seus cursos de “filosofia” – e se deu mal…