bolsonaro forum mundial economico davos

Bolsonaro, sem ter o que dizer, cancela ida a Davos


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou sua ida a Davos, na Suíça, para participar do Fórum Econômico Mundial. A viagem estava prevista para o próximo dia 20. A informação foi transmitida à imprensa na noite desta 4ª feira (8) pelo porta-voz da Presidência, general Otavio do Rêgo Barros.

“As razões do cancelamento são aquelas que já estamos esboçando há tempo. Aspectos econômicos, de segurança, políticos… Somados, permitiu avaliar que não seria o caso de participar, nesse momento, desse Fórum”, disse Rêgo Barros.

De acordo com o porta-voz, a “segurança é um dos aspectos analisados”. No entanto, “não é por questões de segurança, ou exclusivamente por questões de segurança, que o presidente declinou dessa ida a Davos”.

LEIA TAMBÉM:

Lula: “Bolsonaro não tem medido esforços para provar que é um lambe-botas dos EUA”

Não à guerra. Nossa bandeira é a paz! Por Milton Alves

Por Israel, Bolsonaro estuda envio de tropas no Oriente Médio

O porta-voz afirmou que “não há qualquer ligação” entre desmarcar a viagem e o impasse que envolve Irã, Iraque e os Estados Unidos. Já a ida de Bolsonaro para a Índia, no dia 24, está “praticamente confirmada”.

Bolsonaro teve uma participação pífia no Fórum Econômico de Davos em 2019, sem agenda e com um discurso fraco e isolacionista.