Deu chabu 2 na reforma da previdência no Senado

Publicado em 24 setembro, 2019
Compartilhe agora!

Há duas semanas o Blog do Esmael anotou que a aprovação da reforma da previdência não era segura no Senado. Dito e feito. Deu chabu novamente. Hoje (24), os senadores adiaram o exame do fim da aposentadoria para a semana vem, isto é, para outubro.

Nem a “Bancada de Sérgio Moro” conseguiu manter a pauta que ferra os trabalhadores, em específico, e a sociedade, em geral.

O pretexto para que os senadores pisassem o freio da reforma da previdência foi a invasão da Casa pela Polícia Federal (PF), semana passada, com o intuito de buscar e apreender documentos no gabinete do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo no Senado.

LEIA TAMBÉM
Leia e assista a íntegra do discurso de Bolsonaro na ONU

Apresentadores da Band batem boca ao vivo sobre o assassinato de Ágatha

PF descumpre decisão judicial e proíbe Lula de receber visita religiosa

Mas há também uma ‘dor de barriga‘ geral nos parlamentares com a crise econômica, que o ministro Paulo Guedes não dá conta de resolver. Os reflexos políticos nas eleições de 2020 podem ser catastróficos, preveem os senadores.

O confisco da poupança previdenciária, algo em torno de R$ 1 trilhão, se aprovada a reforma da previdência, transferirá esse recurso para os bancos privados. A tendência é que a concentração de renda agrave a recessão econômica.

Compartilhe agora!