Por Esmael Morais

Bolsonaro só pensa naquilo, diz Folha

Publicado em 02/06/2019

A Folha de S. Paulo afirma neste domingo (2) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) só pensa naquilo, isto é, no pinto alheio.

De acordo com o jornalão paulistano, Bolsonaro tem obsessão fálica e o compara com Jânio Quadros que tinha coisas mal resolvidas com peitos e bundas.

O capitão tem se preocupado com higiene do pênis, golden shower, o tamanho do pinto dos japoneses e com abraço hetero.

LEIA TAMBÉM
Frota acusa Bolsonaro, Ônyx e Terra de toma lá, dá cá; ouça

Jânio, que renunciou em 1961, devido pressão de forças ocultas, proibiu que mulheres usassem biquíni nas praias. Segundo ele, fora um pedido das damas honradas de São Paulo.

A Folha destaca que Bolsonaro e Jânio se assemelham, mas ambos se diferenciam do guru Olavo de Carvalho que tem preferência pelo cu, qual seja, o ânus.

Contardo Calligaris, especialista e e colunista da Folha, afirma que algo ressoa em Bolsonaro “a ponto de ouriçá-lo” –por isso as recorrentes manifestações públicas do presidente da República relativas ao pênis.

O psicanalisa diz que há recalque nas falas de Bolsonaro explicadas por Sigmund Freud, que consistem em “afastar determinada coisa do consciente, mantendo-a à distância.”

Ouvida pela Folha, a psicanalista Maria Lúcia Homem assevera que as hostilidades aos homossexuais não podem ser encaradas automaticamente como prática de um gay enrustido.

A reportagem ainda aborda as fake news de Jair Bolsonaro durante a campanha de 2018, dentre as quais se destacaram o kit gay e a mamadeira de piroca. Mas também ilustra o demasiado interesse do presidente com a temática sexual ao censurar a propaganda do Banco do Brasil, “sem aditivo” (viagra), turismo sexual com mulheres brasileiras e aparelho sexual & cia.