O funil do Datafolha

A Folha dedica o editorial deste sábado à pesquisa do Datafolha divulgado na noite desta sexta (14). O jornalão registra o óbvio ululante, como diria Nelson Rodrigues: Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida presidencial; Fernando Haddad (PT) em linha ascendente; Marina Silva (Rede) tem movimento descendente; Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) estão estacionados.

LEIA TAMBÉM
Haddad desmonta as armadilhas de Bonner e Renata no Jornal Nacional

Então, o jornal dos Frias sugere o temível [para os mais fracos, é claro] voto útil:

“Papel relevante nesse quadro parece estar reservado ao chamado voto útil. Não é improvável que se verifiquem movimentos de última hora, com eleitores optando por abandonar candidatos em situação desfavorável em nome de outro concorrente que se mostre capaz de chegar em melhores condições ao segundo turno.” 

O editorial da Folha trata os candidatos do 3º pelotão — Alvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo) — como lambaris de valeta, sem importância alguma. Sequer eles são citados nominalmente na opinião jornal.

Comentários encerrados.