Voa Lula, voa

O TRF1 derrubou nesta sexta (2) aquela ridícula apreensão do passaporte do ex-presidente Lula. A acertada decisão foi do juiz federal Bruno Apolinário.

“Ao contrário, percebe-se na conduta do paciente o cuidado de demonstrar, sobretudo ao Poder Judiciário, que sua saída do país estava justificada por compromisso profissional previamente agendado, seria de curta duração, com retorno predeterminado, e que não causaria nenhum transtorno às ações penais às quais responde perante nossa justiça […] Em tal contexto, somente com um grande exercício de imaginação poder-se-ia chegar à conclusão lançada na decisão ora rebatida pelos impetrantes [os advogados do petista]”, decidiu Apolinário.

O juiz do TRF1 determinou ainda, além da devolução do passaporte, a exclusão do nome de Lula do Sistema Nacional de Procurados e Impedidos da Polícia Federal.

Na semana passada, o juiz federal Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, determinou a apreensão do passaporte do petista tão logo o TRF4 o condenou a 12 anos e um mês de prisão.

A repercussão da hostilidade a Lula repercutiu mundialmente. Ele gravou um vídeo explicando a líderes internacionais o motivo de não viajar para a Etiópia, no início desta semana, onde ocorreu um evento mundial da FAO/ONU de combate à fome e contra a corrupção.

Comentários encerrados.