PSB nacional veta Osmar Dias

Publicado em 5 outubro, 2017

A direção nacional do Partido Socialista Brasileiro, o PSB, vai vetar eventual ingresso na legenda do ex-senador Osmar Dias, hoje no PDT, para disputar o governo do Paraná.

Osmar seria barrado não por falta de posições “bolivarianas”, pelo contrário, mas por ser irmão do senador presidenciável Alvaro Dias (Podemos-PR).

.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, deixou claro a correligionários nesta quarta-feira (4), durante a admissão de Ricardo Gomyde, o ex-presidente do PCdoB do Paraná, que a lógica do projeto na agremiação ‘é nacional’ e ‘não estadual’.

Em bom português, o dirigente socialista disse que o PSB lançará candidato próprio à Presidência da República ou apoiará a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes (PDT). De pronto, a legenda descarta marchar junto ao PT em 2018.

É aí que a porca torce o rabo, pois Osmar tem repetido que teria dificuldades em permanecer no PDT justamente em virtude do projeto nacional do partido. Ou seja, ele não teria como subir em palanque adversário de seu irmão Alvaro.

.

Se o PDT lançará Ciro e o PSB tentará carreira solo — ou se aliará ao próprio Ciro — restará como saída a Osmar Dias se filiar ao Podemos. Nada que o leitor do Blog do Esmael não soubesse desde junho.

O diabo nisso tudo é que Osmar Dias vai perdendo substância quando deixa parte de seu staff ingressar no governo Beto Richa (PSDB), a exemplo do coordenador-geral da pré-campanha Celso Silva. Essa movimentação errática confunde os correligionários e sinaliza para os eleitores paranaenses que houve uma “tucanagem” do pedetista.

Comments are closed.